RCB/TuneIn
Quarta, 28 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
NOVAS EMPRESAS INSTALADAS
Rádio Cova da Beira
O parque de ciência e tecnologia da Covilhã acolheu a instalação de sete novas empresas. A cerimónia de assinatura dos contratos decorreu nas instalações do “Parkurbis” e vai permitir criar cerca de cinco dezenas de novos postos de trabalho naquele concelho.
Por Nuno Miguel em 22 de Sep de 2013

Para o vice presidente da câmara municipal “é muito importante, sobretudo numa altura de crise como aquela que estamos a viver, saber que vão ser criados no nosso concelho perto de 50 novos empregos e há que realçar que algumas empresas se fixaram na Covilhã porque vão trabalhar directamente com a PT, que inaugura no concelho o seu novo data center na próxima semana”

 

Com a instalação destas sete empresas, a capacidade do Parkurbis fica praticamente lotada. Pedro Farromba considera por isso fundamental que a próxima equipa autárquica avance com a construção do edifício do acelerador de empresas que vai ficar situado junto ao Data Center “existe lá um terreno para esse efeito e estou em crer que esse projecto vai ter carácter prioritário uma vez que o acelerador de empresas, que é o passo a seguir à incubação, vai permitir que as empresas se possam expandir e aumentar o seu volume de negócios; por outro lado disponibiliza-nos mais espaço no Parkurbis que neste momento já só tem três espaços disponíveis para a instalação de novas empresas”

 

Vítor Pais é um dos responsáveis da “Holly Clowd” que se dedica à concepção e aperfeiçoamento de aplicações web. Em declarações à RCB explicou os motivos que levaram a empresa a fixar-se na Covilhã “por um lado a proximidade que existe entre o parque e a universidade da Beira Interior que é um dos maiores centros de saber da região e por outro lado como nós vamos trabalhar directamente com o data center da PT decidimos instalar-nos aqui para que exista uma ligação mais forte”.

 

Outra das novas empresas é a “Qualify Just”, que trabalha na área dos sistemas de gestão prisional. Pedro Neves, um dos responsáveis da unidade refere que a fixação na Covilhã pretende dar continuidade ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido noutras partes do mundo “actualmente já estamos a trabalhar com a administração do sistema na Roménia, embora fazendo trabalho também noutros países da Europa e da América do Sul e optámos pela Covilhã devido à existência de produtos que são importantes para nós e podemos, para isso, vir a desenvolver trabalho em parceria com outras empresas assim como com a universidade”.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados