RCB/TuneIn
Quarta, 19 Jan 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SPORTING DA COVILH? PERDE COM FEIRENSE
Os le?es da serra estiveram muito pr?ximo de voltar a conquistar pontos fora de casa. A equipa de H?lio Sousa teve um bom desempenho mas um golo que s? o ?rbitro auxiliar pode confirmar se foi, deu a vit?ria ? equipa da casa, que, mais uma vez ultrapassou um advers?rio sem que tivesse pedido no seu terreno.
Por José Joaquim Ribeiro & Miguel Malaca em 22 de Feb de 2009
O jogo não muito atractivo, com os dois conjunto a apostarem num futebol directo em detrimento de uma futebol mais apoiado e elaborado. A necessidade de conquistar ponto, por vezes a isso obriga. Os três golos desta partida aconteceram quando menos se esperava. O primeiro resulta de uma desatenção da defensiva do Sporting da Covilhã, que permitiu que fosse possível ao adversário fazerem uma triangulação na zona de finalização, depois dois ressaltos seguidos ajudaram a que Jorge Leitão fizesse o primeiro da tarde. Os serranos reagiram mas até ao intervalo não criaram nenhuma ocasião para desfeitear o guardião contrário.

No reinicio da segunda parte o técnico Hélio Sousa apostou numa equipa mais ofensiva e por isso retirou ao intervalo Basílio e Paulo Gomes e fez entrar Roma, um jogador mais móvel e irrequieto e Paulo Campos, outro atleta que joga bem na zona de finalização. Esta alteração deu frutos imediatos por que passados três minutos um jogador do Feirense comete falta sobre Paulo Campo e na sequência do livre Roma restabelece o empate. Podia dizer-se que tinha sido uma aposta ganha e feliz.

Após o empate o Feirense voltou a crescer, voltou a ter mais posse de bola, mas quase sempre longe da área serrana. Aos 67 minutos, um pouco contra a tendência que o jogo estava a ter, numa daquelas jogadas rápidas que o Feirense produziu ao longo do jogo a bola sobra para Adilson que remata para defesa de Igor junto da linha fatal, o árbitro auxiliar dá indicação do centro do terreno, considerando que a bola terá ultrapassado na totalidade a linha de baliza. Em rigor só mesmo Sérgio Lacroix, o árbitro auxiliar poderá atestar se a bola entrou ou não. Ele considerou que sim.

Bem tentou o Sporting, no tempo restante, chegar pelo menos ao empate, mas o Feirense, que no seu terreno ainda só tinha consentido dois golos, fechou-se bem e não permitiu que os serranos voltassem a ter possibilidades de alvejar a sua baliza.

Por aquilo que os dois conjuntos fizeram provavelmente o empate teria sido o resultado mais justo, mas está provado que no futebol nem sempre há justiça nos resultados obtidos.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados