RCB/TuneIn
S√°bado, 20 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTSAL ? ADF PERDE EM VIZELA
Ap?s 9 jornadas sem conhecer o sabor amargo da derrota, a Desportiva do Fund?o perdeu em Vizela, com a Funda??o Jorge Antunes, por um resultado desnivelado, de 5-1.
Por José Joaquim Ribeiro em 14 de Feb de 2009
Os fundanenses, que se encontram impedidos de poder utilizar dois dos mais categorizados jogadores do seu plantel, Esteves e Renatinho, por eventual irregularidade nas suas inscrições, estiveram muito aquém das capacidades que têm revelado neste campeonato. A Desportiva perdeu porque os vícios que pareciam irradicados da equipa e que tão maus resultados deram no decorrer da época passada, voltaram a acontecer neste jogo em Vizela. Os jogadores voltaram a evidenciar os mesmos erros defensivos do passado e voltaram a tentar jogar em drible sobre adversários experientes com consequências, fatalmente, desastrosas.

A Fundação Jorge Antunes, um dos actuais líderes do campeonato, era favorito para este jogo, mas, devido a algumas baixas no plantel, por lesão e castigos, o equilíbrio parecia ser o mais lógico. Não foi o que aconteceu. A equipa de Vizela impôs-se, fundamentalmente, por ter tirado partido da irregularidade exibicional dos fundanenses. Logo aos 4 minutos inaugurou o marcador, por Gabri, que rematou em arco, fazendo um golo muito bonito. Bruno César ainda teve uma boa oportunidade para igualar a contenda, mas o resultado não iria sofrer alterações até ao intervalo.

Na segunda parte as perdas de bolas eram constantes por parte dos fundanenses e a Fundação, por variadas ocasiões, podia ter marcado. A primeira das situações aproveitadas pela equipa da casa aconteceu aos 26 minutos quando Couto ao tentar passar por três adversários em drible perde a bola e Tiago, oportuno, marcou o segundo para a sua equipa. O 3-0 nasce de um lance caricato e revelador da forma como a equipa está a viver o actual momento. Carlinhos tinha a posse de bola, preparava-se para a colocar em jogo e, sem que nada o fizesse prever, a bola é batida, precipitadamente, contra a cabeça de Gabri e segue, no ricochete, para a baliza deserta. Enfim, um lance que revelou o nervosismo da equipa.

Aos jogadores da Desportiva não se pode apontar falta de atitude ou falta de vontade em exibirem melhor as suas qualidades, este jogo terá sido para os jogadores a consequência de tudo o que envolveu o grupo de trabalho ao longo da semana que antecedeu a partida. E foi por ter uma atitude muito boa que aos 32 minutos conseguiu reduzir, por intermédio de Carapito, um golo que se manifestou curto para as necessidades da equipa.

Com naturalidade a Fundação ainda conseguiu marcar mais dois golos, por Marinho e por Tiago, nos três últimos minutos da partida.

Foi uma vitória que não merece contestação mas que contou com uma prestação muito fraca dos fundanenses, provavelmente a mais fraca exibição da época.

Agora vem ai um jogo que poderá contribuir para que a equipa se volte a encontrar com as boas exibições e fundamentalmente com os bons resultados, a Desportiva recebe o Odivelas no próximo sábado, pelas 17 horas, no Pavilhão Municipal do Fundão. A questão das suspensões, de que foram alvo Esteves e Renatinho, que não se sabe quando poderão ser levantadas, não pode, de modo nenhum, contribuir para uma baixa de forma e, principalmente, de confiança, da equipa. Estes mesmos jogadores já mostraram, com a camisola da Desportiva, que são capazes de continuar a fazer bons jogos e bons resultados. Não falta muito para que o grupo de trabalho consiga alcançar os pontos necessários para se manterem na primeira divisão. O que se pede, a todos, desde os dirigentes, técnicos e jogadores é que unam forças em prol deste objectivo. O Fundão e os fundanenses vão certamente agradecer-lhes.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados