RCB/TuneIn
Quinta, 02 Abr 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FUTURO INCERTO
Rádio Cova da Beira
A administração da Carveste anunciou esta tarde às trabalhadoras que pretende avançar para a suspensão dos contratos de trabalho com cerca de 200 funcionárias.
Por Nuno Miguel em 24 de Jul de 2013

A medida foi anunciada no dia em que cerca de 150 trabalhadoras daquela unidade, sediada em Caria, entraram em greve por alegado incumprimento da administração com o plano de pagamento de salários em atraso. De acordo com a delegada sindical da empresa "as trabalhadoras ainda não receberam o mês de Junho e fizemos um acordo para que esse pagamento fosse feito até ontem; como tal não sucedeu esta manhã decidimos fazer greve porque não nos foi dada qualquer justificação para isso; durante a tarde fomos surpreendidas com o anúncio da administração que quer avançar para a suspensão dos contratos".

Marisa Tavares acrescenta que "o problema de salários em atraso se tem vindo a arrastar há anos, os pagamentos são feitos por parcelas e as pessoas não tem nenhuma estabilidade para honrar os seus compromissos porque nunca sabem quando vão receber". Para além dos salários de Junho as trabalhadoras ainda reivindicam o pagamento de parte do subsídio de férias de 2009.

Recorde-se que a Carveste iniciou, no passado dia 14 de Junho, um processo de recuperação. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados