RCB/TuneIn
Sábado, 26 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
NELSON SILVA: “FAREI CAMPANHA AO LADO DE CARLOS PINTO”
Rádio Cova da Beira
Nelson Silva não está preocupado com a dívida da câmara da Covilhã, que apesar de pesada é possível reestruturar, o número dois da lista de Pedro Farromba está mais preocupado com o facto de “podermos ter gente na câmara da Covilhã para quem esta dívida é um problema de dimensão preocupante”.
Por Paula Brito em 24 de Jul de 2013

Outras da categoria:

Crítico em relação ao endividamento da autarquia covilhanense, enquanto líder da bancada do PS na assembleia municipal, Nelson Silva diz que não há incoerência no seu discurso, mas antes na estratégia do PS em que já não se revia desde a tomada de posse da actual comissão política. Nelson Silva deixa o exemplo da votação da última conta de gerência “pela primeira vez o PS votou contra quando, também pela primeira vez, a câmara consegue inverter o ciclo e fazer uma redução de quase 10 milhões de euros de endividamento, o que me deixou perplexo e que eu percebi do ponto de vista da gestão do tempo político, mas é completamente contra a minha forma de estar na política”.

Nelson Silva decide abraçar um novo projecto num momento que considera crucial para a Covilhã, um projecto liderado por um amigo de infância, vice presidente da câmara liderada por Carlos Pinto que tanto criticou na oposição. Confrontado com esta situação, Nelson Silva diz que o passado deve ser respeitado mas em causa nas próximas eleições está o futuro “o que está em causa é perceber se este projecto tem ou não valia, tem ou não capacidades para vingar, é ou não aceite pelos covilhanenses, não é o passado, que Pedro Farromba respeita enquanto legado que recebe”. Nelson Silva admite que “das outras candidaturas tem havido a pressão de colocar nos ombros de Pedro Farromba, quase que o herdeiro de Carlos Pinto, é uma ideia de que eu não partilho minimamente”, e deixa o exemplo “o Pedro Farromba está há 3 anos na câmara, se bem me recordo ele ocupava o 10.º lugar na lista”. 

Quanto a fazer campanha ao lado de Carlos Pinto “se ele fizer campanha por Pedro Farromba, fá-lo enquanto cidadão covilhanense que é e eu farei campanha ao lado de Carlos Pinto ou de outra pessoa qualquer, não é uma questão que me incomode minimamente”. 

Para Nelson Silva o ciclo do autarca construtor chegou ao fim, e Pedro Farromba protagoniza aquilo que deve ser a nova geração de autarcas: o autarca empreendedor. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados