RCB/TuneIn
Segunda, 06 Abr 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PAUL: MÚSICA CRISTÃ INSPIROU CENTENAS DE JOVENS
Rádio Cova da Beira
Expectativas superadas. O Departamento Diocesano da Pastoral Juvenil da Guarda e a Banda Jota, que organizaram o Festival Jota 2013, no Paul, elogiam os habitantes da vila pela forma como acolheram o evento.
Por Paulo Pinheiro em 23 de Jul de 2013

"Apraz-nos registar que superou todas as expectativas, quer pela boa organização, pela forma como decorreu, pela alegria reinante, pela adesão às diversas actividades, pelos excelentes concertos que, segundo alguns, constituíram o melhor cartaz de sempre do festival, quer pelo número de participantes que ultrapassou de largo o milhar", refere em comunicado a organização.

Os concertos intimistas na capela do Santuário, nomeadamente o de Claudine Pinheiro e Fray Nacho (espanhol), forma momentos de destaque do evento, mas os pontos altos do cartaz foram os concertos no palco principal dos italianos "The Sun" e da banda anfitriã (Jota).

Testemunhos recolhidos no festival pela RCB em colaboração com João Cinha, colaboradora RCB no Paul, e  jornal digital Inforpaulense

O que disseram:  

D Manuel Rocha Felício – Bispo da Guarda

 “ Sentimo-nos bem quando descobrimos que há um grande numero de jovens que não se resignam com caminhos de mediocridade e procuram caminhos de excelência, mesmo que sejam exigentes. Foi o que aqui aconteceu com estes jovens que vieram até ao Festival Jota. Um festival importante para igreja, tendo em conta que, transmite uma mensagem de evangelização. Estes jovens partiram daqui com a noção que o facilitismo não leva a nada por vezes temos de arregaçar as mangas  e estar mais sensibilizados e convictos, de  que os caminhos da excelência são exigentes e isto só por si já é positivo”.  

 

Claudine Pinheiro – Cantora

 

 “ O Festival Jota teve uma grande importância para mim e para a minha vida. Cantar a palavra de Deus é revigorante. Nos últimos anos já realizei muitos concertos, mas este aqui na capela do santuário para mim foi especial até pelo cenário onde decorreu. Fico muito contente pela forma como as pessoas acolheram este momento intimista, até porque o festival está mais virado para a música rock e pop. É um fim-de-semana com uma linguagem diferente dos jovens e para os jovens”.

 

Padre Jorge Castela – Diretor artístico do Festival Jota e vocalista da Banda Jota

 

 “ Cansado mas satisfeito. Foi uma grande jornada e sinto a missão cumprida. O regresso ao berço do festival foi muito bom ate porque a gente da Beira e do Paul saber acolher bem. Não é fácil montarmos uma grande estrutura sem ter muitos meios. A equipa organizadora é composta por vinte pessoas, mas muitas mais se envolveram no Festival. Espero que Deus saia no coração desta malta toda e também devo dizer que a vontade de fazer mais e melhor saiu reforçada. O Festival Jota vai continuar a crescer mas sem preocupações de copiarmos modelos de outros festivais. A nossa missão é outra o nosso compromisso é com Deus. Quanto aos números não é minha especialidade mas sempre adianto que seguramente mais de mil jovens participaram neste Festival Jota que teve um custo superior a vinte mil euros. A edição deste ano foi uma aposta ganha até pela sua qualidade musical”    

 

 

Ana Silva (Aninhas)a Fã nº 1 do Festival Jota – Santa Maria da Feira (participou em todas as edições do festival)

 O Festival Jota é a grande festa da música cristã. È muito fixe, não falho a nenhum. Em cada edição vivo uma experiencia única e especial. Os dias do festival são vividos de forma intensa onde emerge o convívio, a reflexão, e novas amizades. Este local é muito bonito e transmite uma grande paz de espírito.

 

Padre Luís Freire do arcebispado do Fundão –

 

"O objetivo do festival foi conseguido até porque apresenta-se como uma proposta diferente, onde é possível dias de partilha, convívio, diversão e de incentivo à vida cristã dos jovens. Este festival precisa de chegar a locais que ainda não o conhecem, para assim chegar mais longe e captar mais jovens. O balanço é extremamente positivo até para a Igreja que quer estar cada vez mais perto dos jovens”. 

 

 

Voluntários (muitos de todo o país)

 "Trabalhar neste festival é para nós uma tarefa que desempenhamos sempre com amor e é gratificante. Aqui fazemos um bocadinho de tudo e aprendemos a partilhar com os outros muitas coisas importantes da nossa vida. Queremos sempre voltar no ano seguinte”.

Padre Rui Manique – Diretor do Departamento da Pastoral Juvenil da Diocese da Guarda; pároco da freguesia do Paul e viola baixo da Banda Jota “  O Festival Jota é no fundo para os jovens assumirem Deus nas suas vidas e que partir daqui levem uma nova energia e partam em missão com um novo entusiasmo e alegria. Sinto algum cansaço mas sinto que a missão foi cumprida. Estamos todos de parabéns e não quero deixar de agradecer á comunidade paulense, a quem nos apoiou e a todos que se envolveram nesta tarefa bem grande de montamos o Festival Jota. Tudo correu bem, pese embora haver sempre pequenos aspetos a corrigir, mas os pequenos problemas foram superados por uma equipa trabalhou muito bem  e de forma gratuita, até porque, são  pessoas de fé e vivem essa fé de forma radical. Para o ano voltamos a encontramo-nos no mítico recinto do Festival Andanças em Carvalhais - S. Pedro do Sul”. 

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados