RCB/TuneIn
Sexta, 25 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CDU QUER RECONQUISTAR TORTOSENDO
Rádio Cova da Beira
O Tortosendo não pode continuar a ser gerido por “um presidente ausente ou pelo seu substituto, que se limitaram a obedecer aos interesses do partido que representavam”. Palavras de José Pinto na apresentação da candidata da CDU que volta a apostar em Ondina Gonçalves (na foto).
Por Miguel Malaca em 23 de Jul de 2013

Crítico em relação à gestão de Carlos Abreu à frente do Tortosendo e de Carlos Pinto à frente da câmara da Covilhã, José Pinto diz que andaram distraídos enquanto o Tortosendo perdia empresas e serviços “onde esteve a câmara e a junta quando muitas empresas sediadas no Tortosendo encerraram? Que diligências foram feitas por estas entidades para que tal não acontecesse? Onde esteve a câmara e a junta na defesa da estação de caminho de ferro que hoje é um simples apeadeiro? Onde esteve a junta e a câmara para evitar o encerramento do posto de correios?”. 

A candidata, que se apresenta de novo ao eleitorado do Tortosendo, desfiou o rol de propostas da CDU para aquela vila “zelar pela manutenção dos edifícios, requalificar as zonas tradicionais, reabilitar as ruas do Tortosendo, negociar para que o transporte de e para Lisboa volte a parar no Tortosendo, criar um gabinete de apoio a diferentes sectores da economia". A criação de espaços verdes, a construção de uma creche e jardim de infância de raiz e de um lar de apoio à terceira idade, são outros dos projectos da candidatura da CDU no Tortosendo. 

O candidato à assembleia municipal da Covilhã, Vítor Reis Silva, pediu um cartão vermelho “ao PSD que está na câmara e àqueles que se dizem independentes e que nós sabemos que são do PSD”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados