RCB/TuneIn
Terça, 16 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
QUEBRA DE 30% NA PRODUÇÃO
Rádio Cova da Beira
Frio e geadas tardias são os responsáveis pela quebra de cerca de 30% de produção de cereja este ano.
Por Paula Brito em 31 de May de 2013

Outras da categoria:

A previsão é do presidente da direcção da cooperativa de fruticultores da Cova da Beira “notam-se quebras que não são homogéneas de produtor para produtor, uns na ordem dos 20%, outros 80%, outros 50%, feita a média pensamos que a quebra será de 30%”. Carlos Madaleno espera assim receber na cooperativa valores semelhantes aos do ano passado “sendo realista esperamos entre 200 a 300 toneladas”.

Mais optimista está o novo coordenador da Cerfundão. Pedro Catalão admite, no entanto, que o frio tardio arrasou com as perspectivas iniciais de este ano chegarem 600 toneladas de cerejas “eu neste momento terei que recuar, quero acreditar que vamos receber por volta das 450 toneladas de cereja mas se forem 600 não me admirava já que entraram novos sócios este ano uns com 10 hectares, outros com dois, outros com 3”.

Uma das novidades da campanha este ano é que pela primeira vez, na Cerfundão vai funcionar o novo equipamento que vai permitir “manter a cereja pelo menos durante no mínimo 3 dias”. Por outro lado facilita a vida aos associados “que deixam de calibrar a cereja nos seus armazéns e trazem-na directamente para a Cerfundão, depois da colheita”. Dos 368 sócios inscritos mais de 200 depositam cereja na Cerfundão, dos quais 15 vão depositar pela primeira vez cereja na empresa.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados