RCB/TuneIn
Quarta, 03 Jun 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
DIRECÇÃO DO NOVO AGRUPAMENTO TOMA POSSE
Rádio Cova da Beira
Cândida Brito, única candidata à direcção do Agrupamento de Escolas Gardunha e Xisto, vai gerir o novo agrupamento nos próximos quatros anos "serão o culminar da sua carreira profissional". Em entrevista ao programa Flagrante Directo da RCB, Cândida Brito falou do projecto, da equipa e das mudanças a que assistiu o agrupamento no último ano.
Por Paula Brito em 22 de May de 2013

No último ano Cândida Brito esteve à frente da comissão provisória que geriu a junção do agrupamento de escolas do Xisto com o da Gardunha. Uma mudança “pacífica”, que se notou sobretudo ao nível dos serviços administrativos com a transferência para a sede de agrupamento de funcionários afectos a este serviço, mas mantendo três administrativos em Silvares, evitando a deslocação de pais e encarregados de educação ao Fundão. Ao nível dos docentes, o novo agrupamento deixou 19 professores em horário zero “embora ninguém esteja com horário zero na medida em que, com as medidas anunciadas pelo ME no final do ano lectivo, consegui distribuir serviço a toda a gente, claro que neste momento há professores que dão aulas no Fundão e em Silvares mas isso era inevitável”.

Quanto ao projecto de futuro, assenta na continuidade do projecto educativo dos últimos quatro anos e tem em linha de conta a correcção de dois pontos fracos detectados nas duas inspecções externas realizadas nos últimos dois anos à escola. A primeira é ao nível dos resultados da matemática “sobretudo no 6.º ano em que é preciso intervir de forma muito cirúrgica para inverter estes resultados e depois há outro aspecto que se considera menos conseguido por nós que é a supervisão pedagógica, ou seja, o acompanhamento dos professores dentro da sala de aula”.

Para suprir estes dois pontos fracos Cândida Brito propõe avançar com um projecto de  co-adjuvância em sala de aula e que está a dar resultados nas turmas onde esta experiência está a ser realizada ao abrigo do projecto EMA “é um trabalho colaborativo, de partilha, que pode também ajudar a melhorar os resultados dos alunos”.

Cândida Brito toma posse até final do mês à frente do agrupamento e dará de seguida posse à equipa que leva consigo na direcção constituída por Benjamim Luciano que será o sub-director do agrupamento, Jorge Andrade, que fizeram parte da comissão provisória, e José Soares e Joaquim Gouveia, que transitam da anterior direcção.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados