RCB/TuneIn
Sexta, 22 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
PERCURSO DE DIAS ROCHA √Č DE ZIGUE ZAGUE
A ideia foi deixada pelo líder da distrital do PSD em entrevista à RCB. António Carvalho traçou as diferenças entre os dois ex-militantes do PSD que estão a concorrer às próximas autárquicas no concelho de Belmonte: Dias Rocha como candidato do PS e Jorge Amaro como candidato independente apoiado pelo PSD.
Por Paula Brito em 29 de Apr de 2013

António Carvalho, presidente da distrital do PSD, diz que há no entanto algumas diferenças entre estes dois ex-militantes “o candidato apoiado pelo PSD é hoje um cidadão independente mas reconhecemos a Jorge Amaro uma linha de conduta que se tem norteado por princípios, verticalidade, o que nos dá garantias de futuro, quanto ao candidato apresentado pelo PS, aquilo que lhe reconhecemos no seu trajecto político é um constante zigue zague, nessa perspectiva caberá ao próprio dar conta de mais um zigue zague no seu percurso”.

António Carvalho diz que o PSD distrital agiu em Belmonte invocando questões políticas e não questões pessoais “não invocamos para a nossa posição questões que têm mais a ver com o lado pessoal do que com o lado político”. Para o líder da distrital social democrata, que chamou a si o processo das autárquicas naquele concelho, em Belmonte tudo foi cumprido conforme os estatutos “o PSD cumpriu com a aquilo que é sua obrigação, cumpriu com os seus estatutos, fez tudo o que tinha que fazer até chegar a uma solução e votou-a unanimemente”. 

Se as questões pessoais ficarem à porta, António Carvalho não teme divisões dentro do PSD de Belmonte que, recorde-se, a meio do mandato retirou a confiança política a Jorge Amaro com duras críticas ao vereador que permaneceu no executivo com o estatuto de independente. O mesmo estatuto que o leva a concorrer à próximas autárquicas e já com o apoio garantido do PSD.

 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados