RCB/TuneIn
Quarta, 17 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PENAMACOR SEGUIU CAMINHO ERRADO
Rádio Cova da Beira
Vice presidente da câmara de Penamacor não concorda com a decisão tomada por Domingos Torrão no âmbito da nova reorganização do território e entende que em vez do sul, o concelho deveria ter escolhido o norte.
Por Paula Brito em 26 de Mar de 2013

Penamacor decidiu manter-se com a Beira Interior Sul e juntar-se ao pinhal. António Cabanas considera que a decisão foi errada “não concordo, o executivo nunca deliberou formalmente esta decisão e de alguma forma foi ao arrepio do próprio executivo, podem levar-me a mal os meus colegas de equipa ou o partido que nos apoia mas eu sou livre de pensar pela minha cabeça e acho que neste capítulo estivemos mal”.

Em entrevista ao programa Flagrante Directo da RCB, António Cabanas diz que Penamacor podia ter tido um papel decisivo na união do distrito e da Beira Interior “Penamacor podia jogar aqui uma cartada decisiva que era como fiel da balança, entornar o prato dessa balança para norte, porque a região que está desenhada com Castelo Branco à cabeça não tem massa crítica, não tem população, com a saída do município de Penamacor eventualmente Castelo Branco teria que tomar uma decisão e essa decisão só poderia ser juntar-se a norte”. 

Para António Cabanas a união dos distritos de Castelo Branco e Guarda era o modelo que melhor serviria os interesses de Penamacor e da região, lamentando a decisão do presidente, à revelia dos órgãos autárquicos do concelho. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados