RCB/TuneIn
Domingo, 15 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
INTER-ASSOCIAÇÕES SUB 16 FEMININO
Rádio Cova da Beira
O jantar que a Associação de Futebol de Castelo Branco promoveu e que serviu de convívio entre todos os participantes no Torneio Inter-Associações de futebol de sete, sub-16 femininos, que se está a realizar em Castelo Branco, juntou os dirigentes representantes das 18 associações que estiveram envolvidas na competição e diversos convidados.
Por José Joaquim Ribeiro em 22 de Mar de 2013

A AFCB e FPF, representada pelos vice-presidentes Herminio Loureiro e Elisio Carneiro,  trocaram lembranças e as diferentes delegações receberam presentes alusivos ao torneio, que tem no dia de hoje a realização dos jogos que vão apurar as vencedoras. A final vai ser disputada pelas selecções do Porto e Braga

Nos habituais discursos de circunstância, Manuel Candeias, Presidente da AFCB começou a sua intervenção por agradecer à FPF a confiança que depositou na sua associação para a organização do torneio e alertou para a necessidade de se fazer um melhor aproveitamento do capital de competências que se verifica neste domínio.

O presidente da AFCB chamou à atenção para a necessidade de se estruturar uma nova fórmula de apoios à formação; para a necessidade de se desmistificar o conceito errado de que o futebol é demasiado violento para ser jogado por mulheres e que, na sua opinião, é fundamental que alguma coisa seja feita para se poder contrariar essa errada convicção.

Amadeu Pouço, presidente da AF Guarda, usando da palavra em nome das restantes associações, enalteceu a forma organizada do torneio e elogiou o complexo desportivo que a Câmara Municipal de Castelo Branco colocou à disposição da organização.

O Vice-presidente da FPF Herminio Loureiro considerou que não eram necessários os agradecimentos que foram feitos à FPF por ter colocado em Castelo Branco a responsabilidade da organização deste torneio. Herminio Loureiro acha que se o país não pode funcionar a duas velocidades também o futebol não se pode confinar apenas ao litoral.

Referindo-se ao futebol feminino, informou que existe na federação um plano que passa por ir de encontro às suas necessidades e considera de grande importância a aproximação que já se está a fazer junto do desporto escolar. Considera, também, que a realização deste tipo de torneios são de grande importância para se constatar das diferenças e da evolução da modalidade. O facto de terem estado presentes 18 seleções distritais já é um bom indicador da evolução que o futebol de 7 está a ter em todo o país. Por fim, Herminio Loureiro quis louvar a difícil tarefa que todos os dias se coloca aos dirigentes desportivos que, muitas vezes, com prejuízo para a sua própria vida familiar ou profissional, não deixam de trabalhar em prol do engrandecimento do futebol. Chamou-lhes homens e mulheres de coragem.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados