RCB/TuneIn
Sábado, 17 Abr 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PENA MÁXIMA
25 anos de prisão efectiva para José Torres. O empreiteiro acusado de ter assassinado a tiro a presidente da junta de freguesia de Segura, Lurdes Sobreira e o marido, José Ramos, a 12 de Julho do ano passado.
Por Paulo Pinheiro & Nuno Miguel em 21 de Mar de 2013

 Na leitura do acórdão, que decorreu esta tarde no tribunal de Idanha-a-Nova, o tribunal considerou provado que os crimes foram premeditados e executados num espaço de poucos minutos e estiveram relacionados com denúncias de que o homem despejava ilegalmente resíduos de obras.

José Torres, que não esteve presente na leitura do acórdão, foi condenado a 17 anos de prisão pela morte da autarca e a 15 anos pelo assassinato do marido, tendo o tribunal fixado uma pena única em cúmulo jurídico de 25 anos de prisão.

Hélder Conceição, advogado dos familiares das vítimas refere que esta sentença veio de encontro ao pedido de pena máxima que deixou nas alegações finais

Já o advogado de defesa, Luís Campos, deixa em aberto a hipótese de vir a apresentar recurso desta sentença

José Torres foi ainda condenado a indemnizar os dois filhos do casal; vai ter de entregar a cada um 75 mil euros, a que acrescem 7500 euros pelo sofrimento causado e 30 mil euros a título de danos patrimoniais.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados