RCB/TuneIn
Quinta, 17 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PS COVILHÃ RESPIRA DE ALÍVIO
Rádio Cova da Beira
José Armando Serra dos Reis diz que a demissão em bloco do secretariado da secção do PS no Teixoso foi um bom contributo que aqueles militantes prestaram ao Partido.
Por Paula Brito em 18 de Mar de 2013

Em entrevista ao “Flagrante Directo” da RCB, o presidente da concelhia socialista covilhanense acusa António Carriço de desonestidade política e devolve o pedido de demissão aos elementos do secretariado do Teixoso “se não estiverem contentes com o estatutos do partido, ou lutam para os alterar ou, in extremis, como é que se pode estar num partido não concordando com os seus estatutos?”.

Acusado de não ter visitado a secção do Teixoso desde que foi eleito e de manter uma relação “gélida” com o secretariado, José Armando Serra dos Reis acusa o António Carriço de “desonestidade política” e recorda todas as tentativas de diálogo que foram sucessivamente adiadas “nunca quiseram trabalhar connosco, foram pelo menos 3 a 5 vezes que eu tentei pessoalmente falei com o coordenador da secção do Teixoso que foi sucessivamente adiando o encontro para agora vir dizer isto, isto não se diz, isto é desonestidade política”.

José Armando Serra dos Reis diz que se sente sufragado pelos militantes do Partido e que apesar da sua lista ter sido único obteve a maior votação de sempre. Em entrevista ao programa Flagrante Directo da RCB, o presidente da concelhia socialista da Covilhã diz que está mais aliviado uma vez que a demissão do secretariado da secção do Teixoso abre caminho à concelhia para a escolha do candidato e da equipa naquela freguesia do concelho da Covilhã, para as próximas eleições autárquicas.   


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados