RCB/TuneIn
Quinta, 27 Fev 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
GOVERNO ESQUECE UNIDADE DE BIOCOMBUST?VEIS PARA IDANHA-A-NOVA
Aquela que pode ser a primeira f?brica europeia de bioetanol ? um biocombust?vel que se obt?m atrav?s da fermenta??o alco?lica de a??cares - pode estar em risco. O investimento - que ronda os 100 milh?es de euros numa primeira fase e posteriormente 140 milh?es e que pode criar, de forma directa, mais de 200 postos de trabalho -, precisa de licen?as e outras autoriza??es por parte do Governo, que at? agora nada disse. O projecto de Idanha-a-Nova corre assim o risco de ser concretizado noutro pa?s.
Por Rafael Mangana em 24 de Sep de 2007
Apesar de haver empresários para investir no projecto e de este se enquadrar na evolução tecnológica actual e nas preocupações ambientais anunciadas pelo Governo, há quase meio ano que o processo está num impasse.          O grupo Global Green pretende construir uma fábrica produtora de biocombustíveis e um laboratório na freguesia do Ladoeiro, em Idanha-a-Nova. Um projecto que permite também a produção de energia e por isso é inovador em Portugal e na Europa. Por essa razão, necessita do apoio de vários ministérios, como o Ministério da Agricultura, do Ambiente, da Economia e da Inovação e Transportes. Apoio que tarda em chegar. O processo arrasta-se há seis meses e a última proposta da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova ao Ministério da Agricultura foi entregue há um mês e meio, sem qualquer resposta. Para Álvaro Rocha, presidente da autarquia “o Ministério da Agricultura não tem encarado bem de frente este problema”. Desgastado com a falta de vontade do Governo em apostar no interior do país, acrescenta que “o que falta é a vontade política das pessoas decidirem.” Ashok Hansraj, um dos administradores da Global Green lamenta a ausência de legislação em Portugal, estranha a postura do Governo relativamente ao problema e deixa a garantia: “Doa a quem doer, o projecto vai nascer em Portugal.”         O projecto conta com mais um passo, com a assinatura de um protocolo entre a Global Green e a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, com vista ao desenvolvimento do processo.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados