RCB/TuneIn
Domingo, 15 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
3? DIVIS?O NACIONAL S?RIE D ? 18? JORNADA
A jornada deste fim de semana voltou a n?o ser nada favor?vel para o l?der da s?rie. O Sertanense perdeu em casa com o Marinhense e ficou apenas com dois pontos de vantagem sobre esta forma??o da Marinha Grande.
Por José Joaquim Ribeiro em 25 de Jan de 2009
Positivas foram, indiscutivelmente, as vitórias de Penamacorense, em Peniche e da Atalaia do Campo em Coimbra perante o Vigor Mocidade. O Benfica jogou bem na Lousã mas o melhor que conseguiu foi um empate. O Unhais perdeu em Torres Novas.

O Sertanense está a passar por um período mau no campeonato. A equipa de Eduardo Húngaro não vence à três jornadas com a particularidade de ter perdido os dois últimos jogos que realizou em casa. Desta feita o Marinhense, que jogou sem complexos perante o líder, conseguiu adiantar-se no marcador logo no início da partida, com um golo de Baresi, a resposta do Sertanense deu-se muito próximo do intervalo com um golo de Marco Farinha. Na segunda parte, apesar de todas as tentativas para virar o jogo a seu favor, a equipa da Sertã não conseguiu encontrar os caminhos da baliza adversária e ainda consentiu espaço para que os da Marinha Grande pudessem jogar em contra-ataque. Numa dessas incursões a felicidade bateu à porta dos forasteiros quando Pedro Emanuel marcou o segundo golo da sua equipa e que valeu, no final, a conquista dos três pontos. Não se terá apoderado da equipa de Eduardo Húngaro algum deslumbramento? É bom que todos entendam que a equipa ainda nada ganhou e só poderá ganhar alguma coisa se mantiver a humildade que evidenciaram na primeira parte do campeonato.

O Benfica e Castelo Branco dominou quase a totalidade da partida que realizou na Lousã, contudo, como não conseguiu traduzir essa sua supremacia em golos o que lhe aconteceu foi sofrer um golo, num lance completamente fortuito, mas que deu vantagem à equipa do Lousanense, depois foi necessário correr atrás do prejuízo, com todos os inconvenientes que essa tarefa exige, em termos técnicos e em termos anímicos. O Benfica viria a conseguir um golo por Tiago Tavares, a dez minutos do final da partida, mas já não conseguiram virar o jogo apara o seu lado. Não sendo óptimo, este resultado acaba por não ser assim tão mau, apesar de ter perdido o segundo lugar para o Marinhense.

A ADEP esteve irrepreensível na partida que realizou em Peniche, os comandados de Vítor Cunha surpreenderam o Grupo Desportivo local, com um resultado que não deixa dúvidas para ninguém. A equipa de Penamacor venceu por 2-0, com todo o mérito. Aos 7 minutos conseguiu o primeiro golo por intermédio de João Salsedas. Este jovem covilhanense soube aproveitar a jogada que Graça protagonizou para dar vantagem à ADEP. Na segunda parte, com o Peniche a procurar chegar ao tento da igualdade, mas a desguarnecer o seu sector mais recuado, a ADEP, que se manteve a jogar com muita inteligência e quase sempre sobre a batuta de Graça, conseguiu arrumar o jogo a seu favor com um golo de Toni. Uma vitória muito importante para as aspirações da equipa, que continua em posição delicada na tabela classificativa.

A Atalaia do Campo foi também outro dos clubes do distrito que surpreenderam ao obterem uma vitória em casa do Vigor Mocidade, um clube que neste campeonato melhores desempenhos exibicionais tem revelado. A equipa da Atalaia, de quem nós temos dito que tem mais valor do que os resultados têm demonstrado, provavelmente estava a necessitar de uma vitória assim para que a equipa e principalmente alguns dos jogadores com menos experiência nestas andanças passem a acreditar mais nas suas capacidades. Este jogo provou que a equipa pode bater-se com qualquer uma. A formação do concelho do Fundão marcou cedo, cerca dos 15 minutos, por Bruno Correia e soube, depois, defender-se de um adversário perigoso e, como já se disse, das que melhor futebol pratica nesta série. O que se pode pedir aos atletas da Atalaia é que continuem assim porque tempo e jogos é o que mais há para realizar.

O Unhais da Serra é que não esteva nada feliz na deslocação que realizou a Torres Novas. Os comandados de Nando sofreram muito cedo o primeiro golo e esse facto pode ter contribuído para quebrar, negativamente, toda a estratégia que se havia preparado para o jogo. Ainda assim foi possível equilibrar a contenda, chegando a estar por cima durante muitos minutos, como aliás já tinha acontecido em Castelo Branco, só que o aspecto de finalização voltou a não funcionar, acabando o Torres Novas por marcar ainda um segundo golo.

Apesar do desaire desta tarde o Sertanense mantém-se na liderança da série, com 35 pontos, agora com apenas dois pontos sobre o segundo que passou a ser o Marinhense. O Benfica caiu para o terceiro posto, com 32 pontos enquanto que no lado oposto da classificação se encontram os outros três clubes do distrito. A ADEP e Unhais com 18 pontos partilham com o Torres Novas a 11ª posição e a Atalaia continua último, agora com 16 pontos.

Se a condição de visitados fosse uma boa condição para resolver jogos a favor, quatro clubes do distrito teriam no próximo fim de semana uma boa oportunidade para somarem mais três pontos, no entanto todos nós sabemos que não será bem assim, contudo acredita-se que o Benfica some o máximo de pontos na partida com o Torres Novas, que o Unhais não deixe sair o Peniche com um resultado positivo do Paul e que a Atalaia consiga prosseguir esta onda de vitórias. Em Penamacor voltam a encontrar-se duas equipas do distrito e o que se pede é que no final ganhe o melhor.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados