RCB/TuneIn
Sábado, 06 Jun 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
ALCAINS VENCE E FICA MAIS PRIMEIRO
O Clube Desportivo de Alcains venceu esta tarde o Valverde, por 3-0 e ficou mais primeiro merc? da derrota que o ?guias do Moradal, segundo classificado, sofreu em Proen?a.
Por José Joaquim Ribeiro em 25 de Jan de 2009
  No Trigueiros de Aragão o Alcains colocou em campo a sua categoria perante o adversário que esta época lhe impôs a única derrota no campeonato da Liga Piornos. Não se pode dizer que foi fácil a tarefa do CDA, muito por culpa da garra que a equipa de Micas introduziu na partida, todavia, a melhor qualidade técnica dos jogadores do Alcains, e o facto de jogarem no seu relvado, outro dos adversários da equipa do Valverde, foi suficiente para conseguiram obter um resultado que acaba por traduzir a diferença de valor entre as duas equipas.

Na primeira parte a formação de Hugo Andriaça jogou a um ritmo razoável, sem nunca terem introduzido muita velocidade, mas o suficiente para criarem uma mão cheia de situações de perigo junto da baliza de João Augusto. Dessa mão cheia de ocasiões conseguiu concretizar duas, primeiro por Khonné, aos 7 minutos, num lance em que se reclamou posição irregular, mas que a nós mais nos parecou uma desatenção da defensiva. Foram três os jogadores do Alcains que se isolaram, Khonné que era que transportava o esférico entrou na área e atirou a contar, o segundo da tarde foi obra de Manoel, ele que já tinha ensaiado por diversas vezes alvejar a baliza de João Augusto, aos 43 minutos, um minutos depois de ter sido anulado um golo a Khonné por se encontrar deslocado, após jogada de Vieira, pelo corredor direito, lá conseguiu fazer o gosto ao pé com um remate muito forte, depois de ele próprio ter feito a incursão pelo lado esquerdo do seu ataque e ter tirado do caminho dois adversários.

Foi com este resultado que se atingiu o intervalo.

Na segunda parte o Alcains apareceu diferente, mais calculista, mais controlador e a ter saídas muito lentas para o ataque. Provavelmente o facto de nessa altura já ter quatro dos seus jogadores admoestados com cartões amarelos e estar a vencer por dois golos, terá pesado na postura da equipa, que evitava o choque e normalmente saía para o ataque apenas com dois jogadores. Desta postura se apercebeu Micas que a determinada altura do jogo achou que a sua equipa podia fazer algo que pudesse mudar a tendência do jogo, no que ao resultado diz respeito. De uma assentada fez duas substituições, introduzindo dois jogadores mais ofensivos, Pina e Janilson. Com estas alterações a equipa passou a jogar mais próxima da área de Beirão mas, em rigor, as oportunidade foram quase nulas, foi inclusive o Alcains, que aproveitando o balanceamento do Valverde, esteve mais próximo de ter ampliado o marcador, em duas ocasiões desperdiçadas por Ricardo Costa e Khonné.

Aos 77 minutos Dialló foi excluído da partida por ter visto o segundo cartão amarelo, num lance que, embora sendo falta, não era merecedor da exibição da cartolina amarela, aliás, o árbitro Luís Cruz, que cumpriu as leis do jogo, terá que utilizar uma lei que não está nos livros mas que quase todos os bons árbitros utilizam, a lei do bom senso. Na nossa opinião usou de um critério muito rígido que o desenrolar do próprio jogo não merecia. O facto é que o Alcains passou a jogar, desde os 77 minutos com menos uma unidade. Na sequência do livre que resultou a exclusão de Dialló, o Valverde podia ter reduzido. Beirão, que neste jogo não esteve nada seguro, andou aos papeis, como se costuma dizer.

Até final a nota de maior saliência vai para o lance que resulta no terceiro golo do Alcains. Numa das várias incursões pelo lado direito, a bola é cruzada e na trajectória vai ao braço de João Alves, o árbitro considerou que houve corte com o braço dentro da área, assinalou a grande penalidade e mostrou o cartão amarelo ao jogador do Valverde, como no caso era o segundo, João Alves, a dois minutos do termo da partida foi excluído. Vieira bateu a grande penalidade e fixou o resultado em 3-0.

Vitória certa da melhor equipa.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados