RCB/TuneIn
Quarta, 20 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
GER CAMPOS MELO: PRESIDENTE CONTESTADO
Rádio Cova da Beira
No Grupo Educação e Recreio "Campos Melo" a assembleia geral, do passado sábado, "aqueceu"."Estas pessoas que me criticaram estavam mandatadas por alguém que aqui não esteve", refere o presidente da direcção da colectividade.
Por Paulo Pinheiro & Miguel Malaca em 31 de Jan de 2013

O desabafo de José Horta à RCB, no final de uma assembleia geral tensa, com alguns nervos à mistura e que provocou uma discussão acesa entre um grupo de sócios e ex- dirigentes da colectividade covilhanense, que, no 2º ponto da ordem de trabalhos (outros assuntos de interesse), demonstraram a sua revolta e o seu descontentamento, pelo facto de Pedro Farromba ter apresentado a sua candidatura à Câmara Municipal da Covilhã, na sede do clube e ainda pelas declarações proferidas pelo presidente do "Campos Melo" na comunicação social, nomeadamente na RCB em Fevereiro de 2010, afirmando que " a partir de agora vai haver mais Campos Melo e menos política". José Horta referiu que "está na hora dos críticos assumirem a liderança de uma lista e se apresentem às próximas eleições da colectividade marcadas para o mês de Abril."
Quanto à questão relacionada com a apresentação da candidatura de Pedro Farromba na sede da colectividade, o associado Vitor Cesário disse na reunião magna que "afinal, independentemente do bom trabalho relaizado por esta direcção, o certo é que continua a haver muita política no clube, mudando só de cor." Horta afirmou que "recebi um e-mail do Dr. Pedro Farromba, que como sócio desta casa, me pedia o aluguer da sala para realizar a iniciativa, na qual aceitámos, pagando 50 euros pelo aluguer, como fazemos a qualquer outro associado, nada mais. O Grupo está aberto também a qualquer outro candidato que queira fazer o mesmo, ou a outras pessoas, sócias ou não." Referiu o presidente do Campos Melo, no decorrer da assembleia geral.Outra das críticas apontadas a José Horta veio do ex-dirigente Carlos Amoroso. Em causa, está uma entrevista dada pelo presidente do clube em Agosto do ano passado ao Jornal do Fundão, referindo que " antes de vir para o Campos Melo em 2010, tinha vergonha do clube, que havia muita política ligada a um partido político em particular, falando inclusivamente em 7 magníficos, ofendendo assim o nosso bom nome, venho assim propor, primeiro repudiar estas declarações do presidente ao jornal e segundo, que peça desculpas públicas aos visados." Disse o sócio.Esta proposta foi reprovada pelos associados com 17 votos contra, 10 abstenções e 11 votos a favor. José Horta, relativamente a este assunto disse " não retiro nenhuma palavra do que disse na altura, pois existia aqui muita política e se esta proposta fosse aprovada demitia-me de imediato, e só não me demito agora porque quero concluir a obra a que me propus nesta casa. Estou de consciência tranquila. As coisas mudaram e muito no Campos Melo e as pessoas que me criticaram vieram mandatadas por alguém, não tenho dúvidas quanto a isso." Acrescentando José Horta, à pergunta da RCB, se esse mandatário seria o presidente da Junta de Freguesia da Conceição, respondeu, "tirem as ilações que quiserem. Está na hora dos criticos assumirem a direcção da colectividade". Rematou o líder do clube sediado no Bairro Municipal da Covilhã.A assembleia geral do GER "Campos Melo", aprovou ainda por maioria com 5 abstenções, o Relatório e Contas de 2012, cujo ó saldo foi positivo a rondar os 4 mil euros.As eleições no "Campos Melo" , para o biénio 2013-15, estão marcadas para o final do mês de Abril, José Horta não é candidato, antes a colectividade covilhanense vai realizar em Fevereiro, o Carnaval e em Março, as comemorações do 72º aniversário do clube. Recorde-se que o GER "Campos Melo", festeja os setenta e dois anos de vida, no próximo dia 7 de Março.

 

Entretanto, ainda no fim de semana, realizaram-se mais três assembleias gerais na Covilhã.No GIR - Rodrigo, cerca de 40 sócios aprovaram por unanimidade o relatório e contas de 2012(saldo positivo em cerca de 5 mil euros) e também por unanimidade aprovaram a lista única que se submeteu a sufrágio para o biénio 2013 - 2015. João José Silva foi assim reeleito para mais dois anos de mandato como presidente da direcção do Grupo de Instrução e Recreio do Rodrigo. José Pereira Martins (Mesa da Assembleia Geral) e Arlindo Correia(Conselho Fiscal), continuam também nos cargos.Objectivos de mandato: Desejo de reatar relações com a Câmara Municipal da Covilhã, manter o apoio da Freguesia da Conceição, continuar a garantir o apoio às actividades da dança jazz, danças de salão e equipa de pool, apoiar eventos de cariz social e solidário, fazer parcerias com a AMI(pode vir a ocupar uma das salas na sede do clube), Cruz Vermelha - delegação da Covilhã, Liga Portuguesa Contra o Cancro, entre outras. Já em Fevereiro, em parceria com o Sporting da Covilhã, vão organizar o Carnaval, nos dias 9 e 11, e em Abril realizar-se-ão as comemorações dos 92 anos do GIR- Rodrigo.


No Grupo Recreativo Refugiense, a direcção liderada, à 4 meses, por Carlos Nicolau, viu ser aprovado por unanimidade (50 sócios) o relatório e contas de 2012, com saldo positivo em cerca de 2.500 euros.Para este ano, os responsáveis do clube covilhanense pretendem reactivar a secção de folclore, criando um novo rancho folclórico, organizar em Outubro, o Grande Prémio de Atletismo "Carlos Salgueiro", em Maio e Julho, realizar dois torneios de futsal (homenagem a dois sócios já falecidos), programa do 51º aniversário(14 de Julho) e levar a efeito obras no piso zero da sede do clube (construção de casas de banho), cujo o orçamento ronda os 10 mil euros. Carlos Nicolau espera contar em 2013 com algum apoio financeiro por parte das entidades oficiais, algo que não aconteceu o ano passado.


Por último, no Grupo Desportivo Águias do Canhoso, os 20 sócios presentes aprovaram por unanimidade o relatório e contas de 2012, com um saldo positivo de 3.148 euros.O clube liderado por José Manuel Vaz, prepara agora as festas do Carnaval, em Fevereiro, o aniversário (51 anos) em Março - dia 13, e em Maio realizar-se-ão as eleições para o próximo biénio. O actual presidente não se recandidata, apurou a RCB, mas vai, no entanto, convidar dois elementos da sua direcção para que, um deles, tente formar uma lista.Para além disso, José Manuel Vaz pretende realizar ainda os tradicionais almoços de 25 de Abril e 1º de Maio.Quanto ao Futsal de Formação, a ideia é de manter pelo menos um escalão. Recorde-se que esta época o GD Águias do Canhoso participa no Campeonato Distrital de Juvenis Masculinos.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados