RCB/TuneIn
Sexta, 18 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CANDIDATURA INDEPENDENTE É "EXPERIÊNCIA DE LABORATÓRIO"
Rádio Cova da Beira
A reacção do presidente da concelhia do PSD à candidatura de Pedro Farromba, quando questionado esta tarde sobre o tema, na conferência de imprensa que serviu para confirmar o nome de Joaquim Matias na liderança da candidatura social democrata nas próximas autárquicas no concelho da Covilhã. Uma conferência que decorreu sem a presença do candidato, escolhido por unanimidade no órgão.
Por Nuno Miguel em 29 de Jan de 2013

Francisco Castelo Branco refere que a experiência demonstrada por Joaquim Matias a vários níveis foi determinante para a escolha do candidato "é um companheiro que tem grande experiência no movimento associativo, quando desempenhou as funções de autarca obteve excelentes resultados em áreas como o associativismo e nas freguesias, é um humanista sempre preocupado com o futuro do concelho e nós estamos muito satisfeitos pelo facto de ele ter aceite este desafio".

Numa conferência de imprensa que decorreu sem a presença do candidato, o presidente da concelhia reconhece que "a tarefa não será fácil, mas com o nosso apoio este projecto tem todas as condições para ser vencedor para que o PSD possa continuar a gerir os destinos da câmara da Covilhã".

O líder da concelhia do PSD da Covilhã refere que é intenção do partido concorrer, com listas próprias ou em apoio a projectos independentes, a todas as juntas de freguesia do concelho. Já quanto ao cenário de uma coligação eleitoral com o CDS/PP, Francisco Castelo Branco afirma que "é uma hipótese que está em cima da mesa mas ainda não há nenhuma decisão tomada".

Quanto à candidatura independente, já apresentada, e encabeçada por Pedro Farromba o presidente da comissão política do PSD da Covilhã não acredita que vá dividir o eleitorado "penso que as pessoas vão perceber o que está em causa e que não é tempo para experiências de laboratório como são as candidaturas independentes". Ao mesmo tempo Francisco Castelo Branco admite que podem vir a ser tomadas medidas disciplinares contra militantes do PSD da Covilhã que venham a integrar essa candidatura "não há nenhum processo instaurado nesse sentido mas a nossa obrigação é informar os órgãos próprios do partido dessa situação para que eles decidam se há ou não uma violação dos estatutos".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados