RCB/TuneIn
Domingo, 15 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
AD FUND?O EMPATA NO CHORADINHO
A Desportiva do Fund?o, que chegou a estar a vencer por 3-0 em pleno Choradinho, recinto desportivo do Freixieiro, acabou por ceder um empate a quatro golos.
Por José Joaquim Ribeiro em 17 de Jan de 2009
Com uma primeira parte muito bem jogada e também muito prática e eficaz, os fundanenses conseguiram criar muitos problemas a uma das equipas mais poderosas do actual campeonato nacional da 1ª divisão. Logo aos 3 minutos a Desportiva ganhou vantagem no marcador, com um golo apontado por Renatinho, numa jogada em que também foi interveniente Esteves, que conseguiu roubar a bola a um adversário, foi até ao limite da quadra fazer um cruzamento com muita precisão para que Renatinho não falhasse. Dois minutos depois o mesmo Esteves teve nos pés a oportunidade de elevar para 2-0 e aos 15’ Carapito enviou a bola ao poste. Adivinhava-se o segundo golo dos fundanenses.

Estavam então decorridos 16 minutos e o segundo da tarde aconteceu, como se previa. Trabalho de qualidade de Carapito, entrou pela esquerda e ofereceu o remate certeiro a Renatinho. No minuto seguinte Carapito podia ter feito o terceiro.

A Desportiva manietava por completo o seu opositor. Foi com este resultado que se chegou ao intervalo.

Na segunda parte a Desportiva já não veio com a mesma disposição, mas mesmo assim ainda conseguiu chegar ao 0-3, aos 24’, por Esteves. O fantasista brasileiro atrapalhou-se com a bola, perdeu a sua posse para Renatinho que voltou a servir o mesmo Esteves que na cara do golo não perdoou.

Como seria natural, a equipa da casa reagiu a esta adversidade, forçou o andamento e conseguiu reduzir, por Cardinal, aos 25´, quatro minutos depois o mesmo Cardinal falhou um golo feito, mas no minuto seguinte conseguiu mesmo reduzir para 2-3, com um golo apontado com o calcanhar. O atleta do Freixieiro estava na posição de pivot, de costas para a baliza e resolveu tentar a sua sorte, como se constatou foi feliz. A pressão dos matosinhenses era cada vez maior, com Carlinhos a ter que se aplicar para evitar que a sua baliza fosse violada, mas, tal como diz o ditado, tantas vezes o cântaro vai à fonte que alguma vez lá há-de ficar a asa, pois bem, o golo do empate acabou por acontecer aos 34, de novo por Cardinal, que aliás, apontou os quatro golos da sua equipa. Esteves perde a posse de bola para André que serve Cardinal e este não desperdiçou.

Um pouco contra a corrente do jogo a Desportiva do Fundão voltou a adiantar-se no marcador. Foi aos 37 minutos, Vinicius meteu em profundidade para a corrida de Bruno Pereira que conseguiu desviar a tempo para o fundo das redes. Foi um golo que teve imediata resposta do Freixieiro. A equipa do norte podia ter chegado ao golo do empate na sequência de um livre de 10 metros, mas João Pedro, que entrou para tentar parar o remate, foi feliz e a Desportiva conseguiu manter-se em vantagem, só que no minuto seguinte, num lance controverso, Cardinal tirou a bola das mãos de Carlinhos, em nítida falta e atirou para o fundo das redes. Para espanto geral o árbitro Ricardo Eufrásio apontou para o centro do terreno, considerando o golo. Naturalmente, de nada valeram as reclamações dos fundanenses.

Foi com o resultado a registar um empate a quatro golos que se chegou ao fim. Em rigor pode dizer-se que o resultado ajusta-se, no entanto, com a tal pontinha de sorte que por vezes é necessária, a Desportiva do Fundão até podia ter saído de Perafita com uma vitória.

António Cardoso esteve bem, já o mesmo não se pode dizer do seu par Ricardo Eustácio e não só plo golo que validou ao Freixieiro e que valeu o empate, mas também por outras decisões pouco precisas.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados