RCB/TuneIn
Terça, 19 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
TUDO ESTÁ EM ABERTO
João Esgalhado não descarta a hipótese de se candidatar à presidência da câmara da Covilhã nas eleições autárquicas do próximo ano. O actual vereador na autarquia covilhanense assume que já foi sondado nesse sentido.
Por Nuno Miguel em 29 de Nov de 2012

Em conferência de imprensa, João Esgalhado refere que essas sondagens “foram feitas por várias forças políticas mas ainda não tenho nenhuma decisão tomada; tanto posso ser candidato como não ser; está tudo em aberto”.

Embora tenha assumido uma ruptura pessoal e política com o actual chefe do executivo covilhanense, o vereador refere que há cerca de três anos recusou encabeçar um golpe palaciano contra Carlos Pinto “fui convidado por um dos vereadores que hoje é mais próximo do actual presidente da câmara a participal numa reunião e em que seria lançado um ultimato; ou havia uma mudança de relacionamento institucional com os vereadores ou demitíamo-nos todos”.

João Esgalhado acrescenta que sempre desempenhou, com confiança, as funções que lhe foram atribuídas pelo chefe do executivo “que culminou com diversos apelos da sua parte para que eu concorresse ao lugar de presidente”. No entanto “desde que se manifestaram disponibilidades para eventuais candidaturas à revelia do beija-mão do actual presidente houve práticas de hostilização aos envolvidos”.

O presidente da câmara da Covilhã afirmou no início desta semana que a escolha de João Esgalhado para o lugar de vereador foi “um erro de casting”. Uma situação que o autarca desvaloriza “fui um erro de casting durante muito tempo pois já há quatro mandatos que estou na câmara; esse tipo de acusações é próprio de quem não tem argumentos para atacar a minha competência e de dizer que eu não cumpri as funções que me foram confiadas”.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados