RCB/TuneIn
Sexta, 06 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
HISTÓRIAS PROIBIDAS
Rádio Cova da Beira
É este o título da mais recente obra do covilhanense José António Pinho. O escritor covilhanense continua a recordar, através da publicação de livros, todo o percurso que teve como combatente anti-fascista entre a década de 50 e a instauração da democracia em Portugal.
Por Nuno Miguel em 16 de Nov de 2012

Depois de em livros anteriores ter relembrado a sua detenção pela PIDE e as prisões em Coimbra e nos fortes de Peniche e de Caxias, o autor narra agora o seu regresso à Covilhã e a sua incorporação no serviço militar  "é um livro que recorda um período muito difícil da vida do país e em que eu procuro, através do meu próprio testemunho recordar; neste terceiro livro conto como foi o meu regresso à Covilhã depois da prisão até à incorporação no serviço militar em Castelo Branco".

José António Pinho tem já em mente a elaboração de dois novos livros, que retratem o seu percurso até ao dia 25 de Abril "quero recordar todo esse percurso e por isso já estou a escrever alguns novos capítulos como por exemplo a detenção no forte de Elvas e a minha transferência companhia disciplinar de Penamacor"

Num olhar sobre a actualidade, José António Pinho mostra o seu desagrado com o actual estado do país que evidencia sinais de regressão aos tempos do fascismo "quem viveuesses tempos sabe bem que eles não devem voltar".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados