RCB/TuneIn
Sexta, 23 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
COVILHÃ: ANTES E APÓS DATA CENTER
Rádio Cova da Beira
Dentro de uma década, haverá uma Covilhã antes e uma Covilhã pós Data Center. O investimento da Portugal Telecom é um marco no desenvolvimento económico da cidade, disse Carlos Pinto depois da visita à obra que estará concluída no início do próximo ano.
Por Paula Brito em 20 de Oct de 2012

A primeira fase da obra, que contempla dois edifícios, o de suporte e operação e o Data Center propriamente dito, estarão prontos no início de 2013. O segundo, terceiro e quarto blocos serão construídos à medida da evolução dos negócios, explicou o engenheiro responsável pela obra que recebeu a comitiva com a frase “Benvindos a um dos maiores data center do mundo”.

De facto, quando estiver concluído, o Data Center da Portugal Telecom na Covilhã será não só o maior do país como um dos seis maiores do mundo. Consumirá de energia o equivalente ao consumo de 100 mil pessoas, mas 75% dessa factura será oriunda de energias renováveis. Aliás, a sustentabilidade energética do edifício foi um dos factores que pesou na escolha da Covilhã que tem a seu favor o clima de uma cidade de montanha.

Para Carlos Pinto, esta obra é um marco no desenvolvimento económico da cidade "é sobretudo uma obra que revela um certo sucesso na política da câmara de, a partir do município, conseguir emprego para a cidade". Segundo o autarca,  o Data Center da PT "é um marco no desenvolvimento económico da Covilhã "dentro de cinco a 10 anos poderemos falar dessa maneira", isto é, de uma Covilhã antes e uma Covilhã pós Data Center. 

O investimento da PT está a funcionar como alavanca que trará outros para a cidade. Carlos Pinto não quis avançar pormenores mas espera em breve anunciar novos investimentos que criarão mais de uma centena de postos de trabalho. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados