RCB/TuneIn
Sexta, 29 Mai 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
"MAIS ACADEMIA" DEFENDE MUDANÇA DE REITORIA
Rádio Cova da Beira
Sob o lema “Mais Academia”, a lista candidata ao conselho geral da UBI, dinamizada por António Fidalgo, defende uma mudança na reitoria que acabe com o descontentamento do corpo docente e entre outras medidas, organize os serviços de apoio que são “cancerígenos” dentro da Universidade.
Por Paula Brito em 16 de Oct de 2012

Em entrevista ao programa “Flagrante Directo” da RCB, Joaquim Viana que aceitou liderar a lista por uma questão “de cidadania”, explica a necessidade de mudar de reitoria, a começar pelo descontentamento que actualmente se vive no corpo docente e que resulta da questão que tem estado no centro desta campanha eleitoral para o conselho geral - ensino versus investigação “a maneira como ensino e investigação foram colocados em oposição na UBI e as implicações que isso teve ao nível da avaliação e dos concursos, está muito na base do descontentamento que existe actualmente no corpo docente, um descontentamento que aliás está a ser capitalizado pelo prof. Santos Silva, mas eu recordo que quando se votou João Queiróz, há quatro anos, votou-se numa mudança, parece-me que não seria benéfico regressar ao pré-João Queiróz”.

A lista “Mais Academia” apresenta-se assim como uma alternativa ao presente e ao passado. Para o futuro, e no caso de António Fidalgo vir a ser eleito reitor, há uma medida que aparece no topo das prioridades: a organização dos serviços de apoio da universidade “eu diria que estes serviços são absolutamente cancerígenos na universidade, é necessária uma nova cultura organizacional, esse é o ponto um”.

A lista “Mais academia” defende um conselho geral mais autónomo, actuante e próximo dos professores, por isso assume desde já um compromisso “informar todos os docentes sobre as decisões que o Conselho Geral toma”, acrescenta Joaquim Viana que defende ainda mais rigor na cooptação dos 8 membros externos do conselho geral da universidade, “é importante que as pessoas sejam mais comprometidas com a UBI, quanto mais se convidam pessoas de nome nacional com pouca ligação à UBI, mais fácil é serem ausentes”.

A lista "Mais Academia" entende que nenhum elemento da equipa reitoral deve integrar a lista ao conselho geral em lugar elegível e defende uma revisão do estatuto eleitoral do conselho geral para que seja cada faculdade a eleger os seus representantes.   

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados