RCB/TuneIn
Quinta, 22 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
MOMENTO ACTUAL DO PSD NA COVILHÃ "É UM HORROR"
Rádio Cova da Beira
"A Covilhã não precisa de importar ninguém" para exercer as funções de presidente de câmara. A ideia deixada por Carlos Pinto na edição deste mês da iniciativa “Troca de Palavras” em que o actual autarca, que já não se pode recandidatar a um novo mandato, perspectivou o futuro da cidade após 2013.
Por Nuno Miguel em 15 de Oct de 2012

Carlos Pinto refere que "nas próximas eleições autárquicas basta que os cidadãos da Covilhã sejam sensatos, e eu sei que o são, e que não cometam erros como o que sucedeu entre 1994 e 1997".

Mas ainda em linguagem futebolística, Carlos Pinto refere que deve ser escolhido o melhor "Ronaldo", independentemente do partido que o apresente "O Real Madrid, quando contratou o Ronaldo, foi pelos golos que ele marca e não pelo partido em que vota; por isso não precisamos de nenhum Ronaldo mas apenas duma pessoa que saiba corresponder aos grandes desafios que o nosso concelho tem pela frente como a criação de emprego e a fixação de novas empresas". 

Militante do PSD desde 1974, Carlos Pinto refere que o momento actual vivido pelos social democratas na Covilhã "é um horror". E embora não diga que pode apoiar um projecto independente em 2013, o autarca admite que essa é uma solução que o concelho não pode colocar de lado "essa hipótese esta na lei e por isso pode ser equacionada a solução de se apresentar um candidato que não integre a lista de nenhum partido".

Sobre a polémica que envolve o autarca e a comissão política, a propósito dum cartaz com uma foto sua existente no interior da sede, Carlos Pinto deixou uma mensagem para o presidente da concelhia "está nas suas mãos acabar com a polémica; basta devolver essa fotografia pois eu não me identifico minimamente com o actual estado do PSD na Covilhã".

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados