RCB/TuneIn
Domingo, 23 Fev 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
MORREU MARIA ALCINA
Faleceu ontem em Lisboa, onde se encontrava hospitalizada, Maria Alcina Cameira Franco Patrício. A fundadora e responsável das "Cantadeiras de Caria", professora, vereadora da câmara de Belmonte, morreu aos 92 anos.
Por Paulo Pinheiro em 29 de Sep de 2012

Maria Alcina Cameira Franco Patrício nasceu em Caria em 1920, onde residia habitualmente.

Cursou o Colégio de Odivelas, o Conservatório Nacional de Música e a Escola de Artes António Arroio onde aprendeu a trabalhar em barro, estanho, talha, linóleo, fez fresco, pintura a óleo, têmpera de ovo, acrílica, espátula, carvão e cubismo.
Exerceu inúmeras e diversificadas actividades, do ensino ao desporto, das artes às letras e à política, mantendo sempre uma extraordinária juventude e alegria de viver.


Dedicou-se ao estudo da linguística e daí nasceu a ideia de criar o grupo Cantadeiras de Caria, que falam e cantam com a pronúncia dos fins do século XIX. Esta inovação foi muito apreciada e levou-a a festivais internacionais a Espanha e França tendo até sido salientadas no jornal Le Monde. Têm sido chamadas a actuar em universidades, escolas superiores, casinos, televisão do Porto e de Lisboa, etc.


Publicou o seu primeiro livro de poesia 'Ontem e Hoje' em 1980 ao qual se seguiu 'H.B.P.' em 1985 e a primeira edição do presente livro 'Não é uma estrela', em 1987 com direito a uma reedição em 2004 e, em 2005.

Foi homenageada pela RTP, em Dezembro de 2011, e recebeu em Abril deste ano da câmara municipal de Belmonte a medalha de mérito municipal.

O funberal realiza-se ests domingo, às 17:00H, na vila de Caria.

À família enlutada, a RCB expressa sentidas condulências.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: RCB e Portal Cova da Beira.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados