RCB/TuneIn
Terça, 23 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SPORTING DA COVILH? VOLTA A ESCORREGAR
Os serranos tiveram boas ocasi?es para conquistarem os tr?s pontos nas Caldas da Rainha, mas n?o foram decididos na hora da verdade
Por José Joaquim Ribeiro em 15 de Sep de 2007

O Sporting da Covilhã começou por dar 45 minutos de vantagem ao seu adversário, rubricando uma exibição fraca e sem ambição. No segundo período a atitude já foi próxima daquilo que o plantel, supostamente, vale e já tiveram ocasiões mais do que suficientes para que pudéssem ter conquistado os três pontos. Foram pelo menos cinco as oportunidades de golo que os serranos desperdiçaram, a última das quais já em tempo de compensações, por Dani.

Queixam-se os serranos de lhes terem invalidado um golo, por pretenso fora de jogo de Fabricio, aos 55 minutos de jogo, contudo, esta situação não pode, por si só, servir de desculpa para a fraca exibição, global, que a equipa produziu. Uma equipa que se diz candidata a lutar pelo primeiro lugar na série não pode jogar como se as camisolas ganhassem os jogos. É necessário atitude, é necessário empenho e é necessário brio e dignidade, na defesa de um clube que grangeou prestigio exactamente pela forma obreira como sempre encarou todos os jogos e que lhe permitiram ter o melhor palmarés de quantas equipas militam neste campeonato.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados