RCB/TuneIn
Sexta, 23 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CHOCALHOS 2012: PROGRAMA DEFINIDO
O festival dos caminhos da transumância regressa a Alpedrinha entre 14 e 16 de Setembro. Com um orçamento a rondar os 27 mil euros, o certame vai manter os mesmos moldes de edição anteriores, com perto de uma centena de tasquinhas inscritas e uma forte aposta na animação de rua, com perto de 30 espectáculos.
Por Nuno Miguel em 27 de Aug de 2012

O lançamento de um livro e uma exposição também fazem parte do programa que vai ter como um dos pontos altos a assinatura dum acordo de cooperação entre a câmara do Fundão e o município espanhol de Malapartida de Cáceres que pretende estreitar o relacionamento nas questões ligadas à transumância "eles tem um dos maiores centros de documentação sobre a transumância e isso pode ser muito importante para o nosso concelho uma vez que podemos reforçar a nossa oferta cultural relacionada com este tema" afirma o presidente da câmara do Fundão.

Paulo Fernandes acrescenta que outra das novidades da edição deste ano vai para a gastronomia no âmbito da campanha “Fundão; aqui come-se bem”. Para isso "foi lançado um desafio a vários restaurantes no sentido de apresentarem menus especifícos relacionados com a questão da transumância e estou certo de que as pessoas que nos vão visitar vão procurar esta nova aposta".

Este ano, e à semelhança do que sucedeu na festa da cereja, em Alcongosta, também a qualidade dos “Chocalhos” vai ser avaliada por uma entidade externa o que, diz o presidente da junta de freguesia de Alpedrinha pode permitir definir algumas melhorias para os próximos anos "não se pretende que exista uma acção repressiva mas sim de análise da qualidade por forma a que este evento continue a ser procurado e mantenha os mesmos índices de rigor e qualidade que tem tido até aqui".

Júlio Correia acrescenta que "vamos continuar a recentrar a temática dos chocalhos naquilo que é a sua origem, os caminhos da transumância; este ano vamos ter sensivelmente o mesmo número de expositores que no ano passado, os percursos serão os mesmos mas vai haver uma aposta maior na parte do artesanato pois recebemos solicitações e inscrições de artesãos nesse sentido".

Este ano também se vão manter os circuitos de autocarro entre o Fundão e os dois parques de estacionamento colocados nas entradas daquela vila. A circulação entre os parques e Alpedrinha custa um euro; os visitantes podem ainda partir da praça Amália Rodrigues em direcção aos chocalhos e para isso pagam um euro e cinquenta cêntimos.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados