RCB/TuneIn
Segunda, 18 Mar 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
TETARO DAS BEIRAS EM MONTALEGRE
O Teatro das Beiras continua em digressão pelo país com os espetáculos "Provavelmente uma pessoa" de Abel Neves e "Farsas per musica" de Carlo Goldoni. O espetáculo escrito por Abel Neves, apresenta-se no local de origem do escritor, Montalegre (em Vila Real), esta noite, às 21h30, no Auditório Municipal de Montalegre - organização do Município de Montalegre.
Por Paulo Pinheiro em 18 de Aug de 2012

"Farsas per musica", o nosso espetáculo para o ar livre terá apresentações em Idanha-a-Nova, no Auditório Exterior do Centro Cultural Raiano, às 22h00, a 21 de agosto, e nas Termas de Monfortinho, no polidesportivo, às 22h00, a 22 de agosto - numa organização da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova.

Sobre os espetáculos:

"Provavelmente uma pessoa" de Abel Neves

Arredores de Lisboa. Um quintal na margem sul. Dois casais, pequenos comerciantes. Gente vulgar! Numa noite de Primavera, o insólito. Aparece um corpo estatelado no chão do quintal. Quem será? Como é que veio aqui parar? De onde terá vindo? Pela cor da pele é um africano. Mas também pode ser um brasileiro ou… Provavelmente uma pessoa! Alguém vindo de longe para involuntariamente transtornar a quietude de uma noite de Primavera num quintal da margem sul. Alguém que podia ter ido cair noutro sítio! Podia muito bem ter caído ali ao lado, na esplanada do café! Mas logo ali ao rés da oliveira do “nosso” quintal!

Estranho e inquietante tema, onde consciências e cumplicidades se confrontam atormentando vidas emocionalmente instáveis onde se cruzam sinais de diferentes identidades e se produzem contraditórios de sociabilidade. Contextos onde se desencadeiam gestos inconscientemente recortados no desrespeito e violência. E tudo isto ao pé de nós, no quintal de um vizinho ou num café de bairro na região da grande Lisboa.

“Provavelmente uma pessoa” é um exercício irónico sustentado por uma escrita prenhe de realidade rebuscada em acontecimentos factuais, sob o olhar ora divertido ora trágico de um dos mais representativos dramaturgos portugueses no nosso tempo.


Encenação: Gil Salgueiro Nave | Interpretação: Fernando Landeira, Pedro da Silva, Rui Raposo Costa, Sónia Botelho e Vânia Fernandes | Cenografia e figurinos: Luís Mouro  | Sonoplastia: Helder F. Gonçalves | Desenho de luz: Jay Collin

-

"Farsas per musica" de Carlo Goldoni

“Farsas per musica” é um espetáculo sustentado no perfil de u teatro itinerante de “estrado” e ar livre, numa citação contemporânea do teatro barroco marcado por uma destacada intervenção musical inspirada na tradição do teatro musical burlesco.

Espetáculo construído numa abordagem do teatro no teatro onde os atores de hoje se reveem numa prática artística que é ao mesmo tempo um exercício de representação citando os seus antepassados companheiros de ofício.

Este espetáculo é organizado a partir das farsas La Cantarina e Il Matrimonio Discorde.  Amores, ciúmes, seduções, dinheiro e fingimentos, são ingredientes de um teatro que está prestes a deixar cair as máscaras tipo da comédia del’arte para dar lugar a personagens com traços de caráter realista e rosto humano, anunciadores de mudanças sociais que chegariam com a Revolução Francesa. A aristocracia em decadência e a burguesia em ascensão disputando no palco os seus privilégios materiais e éticas morais num tom burlesco e poético capaz de provocar o olhar curioso e complacente do espetador do nosso tempo.

 

 

Encenação: Gil Salgueiro Nave | Tradução: Luís Nogueira | Cenografia e figurinos: Luís Mouro | Música: Helder Gonçalves | Interpretação: Fernando Landeira, Pedro da Silva, Rui Raposo Costa, Sara Gabriel e Sónia Botelho | Desenho de luz: Jay Collin

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Teatro das BEiras


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados