RCB/TuneIn
Quinta, 27 Jan 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AUMENTO DE CAPITAL SOCIAL NA ADEGA DA COVILH?
A assembleia geral da adega cooperativa da Covilh? aprovou a proposta da direc??o de transformar a d?vida aos associados em capital social. Foi uma das delibera??es sa?das da ?ltima reuni?o magna.
Por César Duarte Ferreira em 31 de Dec de 2008
A proposta fazia parte do plano de viabilização financeira apresentado por Matos Soares, presidente da direcção da Adega da covilhã, aquando da realização de eleições. O capital social da adega deverá assim aumentar cerca de 500 mil euros, o montante em dívida aos sócios referentes às campanhas de 2004,2005 e 2006: “é o valor contabilístico até à data de hoje dessas campanhas. O valor não está totalmente apurado mas são cerca de 500 mil euros. Todas estas contas vão ser auditoradas por um revisor oficial de contas e no final, os associados vão receber uma carta com os estratos das suas contas e do valor dos seus capitais sociais.”

A assembleia geral da cooperativa aprovou também outra das medidas do plano de viabilização financeira que prevê a contracção de um empréstimo de 200 mil euros, a curto prazo, à Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Fundão e Sabugal: “o empréstimo foi feito com base numa livrança, na altura, e que nos permitiu um adiantamento que nos permitiu pagar 50% das uvas entregas em 2008 e agora foi formalizar, para que esse valor, entre na hipoteca que a adega já tem. O edifício foi hipotecado por 800 mil euros e a Caixa de Crédito Agrícola permitiu que o imóvel esteja agora hipotecado por um milhão de euros. Este empréstimo de 200 mil euros que vamos pagar a curto prazo.”

Outra das medidas tomadas pela assembleia geral da cooperativa foi a extinção da empresa “Sabores da Beira”, criada em 2007 com o objectivo de gerir a vertente comercial da cooperativa: “neste momento não vale a pena continuar até porque estava desactivada e tínhamos custos. É uma questão de reduzir custos, mas o nome é nosso está registado e se quisermos reactiva-la, pode ser feito em qualquer altura”, afirmou o presidente da adega cooperativa da Covilhã, Matos Soares.

A assembleia geral aprovou ainda o plano e orçamento da adega para 2009, que prevê um grande aposta na área comercial.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados