RCB/TuneIn
Quinta, 02 Abr 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
OS JESUÍTAS NA COVILHÃ
A presença da companhia de Jesus na Covilhã foi o mote para a evocação dos quarenta mártires do Brasil que o museu de arte sacra está a assinalar até final deste mês.
Por Nuno Miguel em 26 de Jul de 2012

Outras da categoria:

 Os mártires eram um grupo de 40 jovens jesuítas que foram assassinados em 1570 junto às Ilhas Canárias quando se encontravam numa missão missionária a caminho do Brasil. Foram beatificados em 1854 pelo papa Pio IX e desde então que existe um movimento que reivindica a sua canonização.

João Caniço, vice postulador da causa refere que "apesar de em 2014 se celebraram os 200 anos da restauração da companhia de Jesus, não há nenhum timing definido para a concretização desse objectivo; nós vamos continuar o nosso percurso na expectativa de que a acção destes mártires justifique esse passo por parte da santa sé".

Um dos mártires do Brasil era Francisco Álvares, natural da Covilhã, que ainda hoje dá o nome a uma artéria daquela cidade.João Caniço refere que "o beato era um jovem entusiasta e que deu pulos de alegria quando foi escolhido como missionário na esperança de que o seu exemplo fosse seguido por outros".

O vice postulador da canonização dos mártires do Brasil espera ainda que a casa onde Francisco Álvares nasceu; doada pela família à companhia de Jesus, possa ser recuperada e visitada pelo público "seria muito importante que isso acontecesse pelo exemplo de vida que ele nos deixou".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados