RCB/TuneIn
Quinta, 17 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
VEREADOR ACUSA CMC DE TENTATIVA DE COACÇÃO
Em resposta ao comunicado emitido pela Câmara Municipal da Covilhã sob o título "vereador da câmara da Covilhã testemunha contra o próprio município", Vítor Pereira acusa a CMC de tentativa de condicionamento do seu depoimento na contenda judicial entre o empresário Paulo de Oliveira e a autarquia covilhanense.
Por Paula Brito em 25 de Jul de 2012

O vereador da bancada do Partido Socialista no executivo covilhanense responde. também através de comunicado, confirmando que foi indicado como testemunha pela Tessimax, no âmbito de uma providência cautelar relacionada com a cassação da licença de utilização da Nova Penteação por parte da câmara da Covilhã.

Vítor Pereira diz que é sua "obrigação enquanto cidadão colaborar com a justiça e contribuir para a descoberta da verdade" e recorda que "as testemunhas nos processos judiciais não são contra nem a favor das partes", pelo que, pretende responder "com isenção e verdade" àquilo que lhe for perguntado.

Para além de "um mal encenado ensaio de vitimização", o comunicado emitido pela câmara da Covilhã é para o vereador socialista ""uma tentativa desajeitada de condicionamento do meu depoimento enquanto cidadão e homem livre".

Vítor Pereira acrescenta ainda que o comunicado não passa de um "despudorado ataque ao princípio da separação de poderes, que é um dos pilares fundamentais do estado de direito democrático, pretendendo condicionar inadmissivelmente os tribunais e a justiça".

O autarca socialista pondera ainda encetar outras diligências sobre o assunto, sem no entanto especificar quais.    


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados