RCB/TuneIn
Sábado, 06 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
N?O H? CONTENCIOSO
Ant?nio Dias Rocha e Jorge Amaro negam a exist?ncia de qualquer diferendo entre o PSD e o Movimento Independente por Belmonte (MPB)
Por Nuno Miguel em 18 de Dec de 2008

Tuo a propósito da posição tornada pública esta semana por Dias Rocha que considerou "prematuro" o anúncio do PSD em relação ao candidato à presidência da câmara municipal de Belmonte nas eleições autárquicas do próximo ano. Recorde-se que em 2005 foi feito um acordo pré eleitoral que contemplou que o PSD apresentasse listas próprias à assembleia municipal e apoiasse o MPB na corrida à autarquia.

No final da última reunião do executivo, António Dias Rocha sublinha que "não há qualquer diferendo. Entendo que o PSD podia ter retardado um pouco o anúncio do candidato, mas não interpretem isso como uma divergência com o MPB". O candidato à presidência da autarquia em 2005 dmite que "é possível que o MPB volte a apresentar-se ao eleitorado nas próximas eleições uma vez que o nosso projecto não foi concretizado". "Em breve", acrescenta "vamos ter uma reunião para tomar decisões quanto ao futuro".

Jorge Amaro, actual líder da concelhia do PSD de Belmonte e número dois do MPB no executivo também garante que "não há qualquer ponto de ruptura. O MPB é um movimento de cidadãos e o PSD é um partido com timings definidos, não por mim, mas pelas estruturas distrital e nacional do partido".

Recorde-se que na última semana a assembleia de militantes do PSD de Belmonte ratificou, por unanimidade, o nome de Jorge Amaro para encabeçar a lista social democrata à presidência da câmara de belmonte nas eleições autárquicas do próximo ano.  


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados