RCB/TuneIn
Quarta, 03 Mar 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
RECORDAR AS MARCHAS NO FUND?O
?Ande por onde andar o Ver?o, h?-de vir no S. Jo?o.? O ad?gio popular serve de mote ? exposi??o que pode visitar na Pra?a Velha at? ao pr?ximo dia 8 de Julho. Trata-se de uma exposi??o documental a recordar o tempo em que se realizavam as marchas populares na cidade do Fund?o.
Por Paula Brito em 18 de Jun de 2012

Organizadas pela Associação Desportiva do Fundão com o objectivo de angariar fundos para a colectividade, as marchas populares na cidade do Fundão tiveram a sua primeira edição em 1966 como recorda Luís de Carvalho, dirigente da ADF na altura, "normalmente tínhamos três marchas: a praça velha, sto. António e sra. da Conceição eram os bairros que participavam, depois de desfilarem no seu bairro, juntavam-se na avenida para o desfile até às piscinas onde se realizava o festival".

Para angariar fundos para as diversas iniciativas desportivas a ADE tinha livros de votos que depois vendia para escolher a marcha simpatia "é claro que aqui eram os ricos que compravam carteiras inteiras de votos mas ganhar a marcha do seu bairro", recorda ainda Luís de Carvalho.

As marchas organizadas na cidade do Fundão terminaram no ano de 1988 "é como tudo, um dia acaba, por falta de quem queira dar seguimento, de jovens e também porque há outras iniciativas que entretanto surgem".

Alcina Cerdeira, vereadora com o pelouro da cultura na câmara do Fundão considera que só faz sentido reactivar as marchas populares se partir da iniciativa das colectividades e associações do concelho.

Para recordar os mais de 20 anos em que se realizaram as marchas na cidade do Fundão, a exposição documental de Luís de Carvalho e João Barroca pode ser visitada na praça velha até ao próximo dia 8 de Julho, de segunda a sábado entre as 15h e as 18h, sendo que no caso do sábado também pode ser apreciada durante a manhã entre as 10h e as 12h 30m.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados