RCB/TuneIn
Sexta, 05 Jun 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AZEITONA DE OURO BRILHA NO FESTIVAL TIB?RNIA
A confraria do azeite da Cova da Beira apresentou esta manh? um novo produto. Chama-se ?azeitona de ouro? e prov?m dos olivais centen?rios da regi?o. Um produto diferenciador que a confraria lan?ou no primeiro dia do Festival da Tib?rnia, que decorre at? ao pr?ximo dia 8 de Dezembro, em sete restaurantes do concelho do Fund?o.
Por Paula Brito em 27 de Nov de 2008

Francisco Lino espera que os produtores da região aproveitem esta novidade e protejam os olivais centenários. É que segundo o responsável da confraria, quanto mais antigo for o olival mais quilates de ouro terá a azeitona "exactamente, a nossa região, em particular o concelho do Fundão tem muitos olivais centenários e a primeira mensagem que queremos passar é que preservem esses olivais para criarmos um produto diferenciador". Segundo Francisco Lino na próxima feira nacional do azeite que decorre de 28 a 31 de Maio em Castelo Branco "vamos apresentar o primeiro produto da azeitona de ouro de um produtor do concelho do Fundão".

A novidade apresentada no lançamento do festival da tibórnia que decorre até ao próximo dia 8 de Dezembro em sete restaurantes do concelho, a saber: A Cereja (no hotel Princípe das Beiras), A moagem d´avó (no edifício da moagem), Hermínia (na avenida da Liberdade), O Alambique de Ouro (no sítio da Gramenesa), O Mário (no cruzamento de Alcaria), o Fiado (em Janeiro de Cima) e As Tílias (junto ao jardim das Tílias).

Foi neste último que foi apresentada a "azeitona de ouro", e inspirada no novo produto a proprietária, Etelvina Diogo, inventou para o festival o bacalhau de ouro "é um bacalhau em posta, cuja receita foi inventada de propósito para o festival, como faço todos os anos". O restaurante As Tílias participa desde o início  no Festival da Tibória e tem valido a pena "principalmente a partir da terceira edição comecei a notar que as pessoas vinham de fora para provar os pratos e são essas que estão mais receptivas a inovações".

Uma das novidades do festival deste ano é que "há um produto que está padronizado, isto é, todos os restaurantes aderentes têm que ter pica, um antigo pão de azeite, o resto fica ao critério e imaginação de cada um", remata Francisco Lino.

No caso do restaurante "As Tílias" este ano tem, para além do bacalhau de ouro, 3 tibórnias de entrada, a partir de um euro "tibórina com mel e azeite, com tomate e azeite e uma mais sofisticada com queijo da região."


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados