RCB/TuneIn
Quinta, 18 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
SANIDADE ANIMAL SEM VERBAS
Apesar do ano de crise, e de ter mais de 50 mil euros para receber do minist?rio da tutela referente a 2011, a Sanicobe terminou o ano passado com um resultado l?quido positivo superior a 10 mil euros.
Por Paula Brito em 17 de Apr de 2012

Segundo Lourenço Proença, a situação financeira equilibrada da Associação e Defesa Sanitária da Cova da Beira fica a dever-se a uma gestão rigorosa “não há desperdício de dinheiro, a direcção não ganha nada, não há gastos supérfluos nem pessoal em excesso e obtivemos mais de 13 mil euros em juros no ano passado”.

Para esta situação desafogada tem também contribuído a Pesavalor, a empresa de combustíveis de que a Sanicobe é proprietária e que, segundo Lourenço Proença, tem sido uma mais valia “em todos os aspectos”. Em primeiro lugar para os associados da Sanicobe que têm combustível a preços mais baixos “fornecemos gasóleo a preços que ninguém fornece aqui no Fundão”, adianta o presidente da direcção.

Além disso, a empresa transfere “de 3 em 3 meses uma verba para a Sanicobe, se reparar nas contas do ano passado essa verba foi superior a 6 mil euros”.

A Assembleia geral da Sanicobe aprovou por unanimidade as contas da associação de defesa sanitária da Cova da Beira referentes a 2011 e o plano de actividades para 2012. Ano em que pela primeira vez o Orçamento de Estado não contempla qualquer verba para a sanidade animal “a nível nacional a sanidade está a zero, segundo o próprio secretário de estado nem sequer existem verbas no Orçamento de Estado previstas, e nós ainda temos mais de 50 mil euros a receber do ano passado”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados