RCB/TuneIn
S√°bado, 23 Out 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÔŅĹTICA
PIDDAC DE MIS?RIA PARA O DISTRITO
O PIDDAC para o distrito de Castelo Branco n?o chega a ser 1% do total do Plano de Investimentos e Despesas da Administra??o Central para todo o pa?s. As contas feitas esta manh? pelo PCP em confer?ncia de imprensa.
Por Paula Brito em 24 de Nov de 2008
Para os comunistas o distrito continua a ser um parente pobre à mesa do orçamento. O deputado do PCP João Oliveira comparou os valores do PIDDAC de 2005 para 2009 "é certo que houve uma redução de 46% em todo o país mas durante esta legisaltura a redução no distrito de Castelo Branco foi superior a 70%".

Por isso o PCP propõe um reforço superior a 7 milhões de euros no PIDDAC para o distrito de Castelo Branco no próximo ano em diversas obras. Boa parte desse montante para as acessibilidades onde se inclui o IC31, a periférica à Covilhã, a variante de ligação dos nós da A23 entre Belmonte e Caria ou a electrificação da Linha da Beira Baixa mas também "no ensino, a todos os níveis, do básico ao superior com a construção da ESART, a construção das barragens do Alvito e Salgueiro..."

O PCP reclama de novo o plano de emergência para a Beira Interior, o apoio às pequenas e médias empresas, a redução de custos de energia e combustíveis e a eliminação progressiva do diferencial de IVA em relação a Espanha.

Confrontado com a desvalorização que o PS fez do PIDDAC, o deputado do PCP recorda os "malabarismos orçamentais" que o governo PS tem feito com o orçamento dando como exemplo a saída das verbas das acessibilidades do PIDDAC para o orçamento das estradas de Portugal "o governo opta por sacos azuis que fogem ao controlo da assembleia da república e ninguém sabe que obras, quanto e quando vão ser construídas".



  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados