RCB/TuneIn
Sexta, 20 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
LIGA PIORNOS ? 9? JORNADA
A Desportiva do Fund?o volta a escorregar e come?a a ver os directos advers?rios a ficarem cada vez mais longe na tabela classificativa. O Alcains deslumbrou, brindando o Proen?a com uma goleada ? moda antiga.
Por José Joaquim Ribeiro em 23 de Nov de 2008
 Em Proença o jogo entre a Associação Desportiva local e o Alcains era aguardado com alguma expectativa, devido às boas exibições e bons resultados que o Proença tem feito nas últimas partidas e por alguma irregularidade exibicional por parte da equipa comandada por Hugo Andriaça. Se juntarmos a estes dois factores as palavras azedas que alguns membros dos dois clubes travaram no fórum de opinião no site da RCB, o jogo tinha os condimentos necessários para que fossem tiradas as dúvidas, se duvidas havia, sobre a valia das duas equipas. Pois bem. O Alcains não deu quaisquer hipótese ao seu adversário e venceu por 7-0. Logo aos 8 minutos abriu o activo por Vieira, aos 40 Manoel fez o 2-0. Antes do intervalo a equipa do Proença desperdiça uma grande penalidade. Na segunda parte os homens do CDA entraram com uma energia e uma eficácia acima da média , conseguindo, em 10 minutos, marcar mais quatro golos. Aos 47 e 51’ Vieira marca por duas vezes e eleva o resultado para 0-4, aos 53 Quinzinho faz 0-5, 55’ Ricardo Costa coloca o resultado em 0-6 e aos 66’ Khonné fixa o resultado em 0-7. Até final o Proença ainda desperdiçou mais uma grande penalidade, mas, decididamente, esta era uma tarde para o Alcains fazer brilhar as suas estrelas.

Quem não tem estrelas e vai perdendo a estrela do Norte é a equipa fundanense da Desportiva. Na deslocação a Escalos de Cima os comandados de João Laia não evitaram a derrota e começam a perder a carruagem dos primeiros lugares. Neste jogo a infelicidade bateu à porta do jovem João Tapadas que, ao introduzir a bola na sua própria baliza originou a perda dos três pontos. ( leia a crónica do jogo neste site )

Começa a ser preocupante a situação dos fundanenses, não que um dos quatro lugares que dão passagem à segunda fase não seja possível de alcançar, o que os fundanenses vão ter que ter em conta é o facto de na segunda fase os pontos valerem metade do total conquistados nesta fase da prova.

No Campo do Ventoso, no Estreito, o jogo começou da melhor maneira para a equipa de Vila de Rei, pois logo aos dois minutos conseguiu, por Cláudio, adiantar-se no marcador, no entanto, ainda no decorrer da primeira parte, os comandados de António Belo deram a volta ao resultado, com golos de Tó Zé, aos 15 minutos e Esteves aos 21, um triunfo que o Águias do Moradal mereceu por completo.

O Pedrógão de S. Pedro, que vinha de uma derrota pesada em Proença, redimiu-se e venceu a equipa do Teixosense por claros 3-1. A formação de Xana ganhou vantagem sobre o seu adversário aos 42’, com um golo de Micael. A turma de Mário Pereira acreditou que podia fazer melhor e, aos 68 minutos, conseguiu chegar à igualdade, com um golo apontado por Luís Pedro. Foi um golo que não abanou a estrutura do Pedrógão que, passados cinco minutos, voltaria a tomar vantagem sobre o seu adversário. Aos 73’ Roque finalizou com êxito uma jogada da sua equipa. O resultado final ( 3-1) foi obtido aos 78, na conversão de uma grande penalidade, convertida por Luís Caronho.

Na Lardosa a equipa de José Ramalho voltou a dizer neste campeonato que há que contar com eles. A equipa do Oleiros, que passou durante algumas semanas por um grande descrédito, que culminou com a saída do técnico João Paulo, está de volta aos bons jogos e aos resultados convincentes. A formação da zona do Pinhal brindou a Lardosa com uma goleada por 5-0, com Ludovico a revelar-se o homem do jogo.

O jogo de Valverde foi o único que não teve golos nesta jornada e, pelos relatos da reportagem da RCB as duas equipas nada fizeram para que o resultado tivesse sido outro. Foi um jogo enfadonho e que acabou por ter um resultado a condizer. Considerando que ambos os conjuntos têm nas suas fileiras bons executantes não se percebe esta apatia e esta falta de interesse em lutarem por outro desfecho.

O Alcains lá continua, tranquilo, na frente da tabela classificativa, com mais quatro pontos que Águias do Moradal, o segundo classificado e mais sete e oito pontos sobre Pedrógão, o 3ª e Proença, que é 4º.

Na próxima jornada destacam-se quatro partidas: Pedrógão – Alcains, Fundão – Proença, V. Sernache – Moradal e Teixoso – Valverde.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados