RCB/TuneIn
Quinta, 22 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
VIT?RIA AO CAIR DO PANO
Uma vit?ria muito sofrida, esta do l?der do campeonato sobre os Escalos de Cima, onde s? um golo de Tabarra ao quinto minuto de compensa??o desfez a igualdade.
Por César Duarte Ferreira em 10 de Nov de 2008
Foi acreditar até ao fim, por parte da equipa de Alcains no jogo frente aos Escalos de Cima. Só um belíssimo golo de Tabarra já em período de compensação deu os três pontos ao líder do campeonato, numa partida que foi longe de ser fácil.

No primeiro tempo e perante um Alcains que entrou na partida algo adormecido, os Escalos de cima foram espreitando o contra-ataque e por diversas vezes criaram calafrios para a baliza de Pedro Raposo. A primeira situação foi ao minuto 13 onde Humberto de cabeça atirou ao lado.

A equipa de Alcains sempre que acelerava o seu futebol criava perigo, mas a melhor situação foi à passagem da meia hora e na sequência de um campo Ricardo Costa atirou ao poste. O primeiro aviso estava dado e mesmo ao cair do pano foi quinzinho, que após um livre de Vieira atira para uma excelente intervenção de Bruno Cardoso, guarda-redes dos Escalos de Cima.

Na segunda parte uma nova atitude do Alcains, mais acutilante e objectivo na procura do golo. Mas foi contra a corrente do jogo que ao minuto 18 Paulinho, bate de maneira frouxa um livre que vai em direcção a baliza e onde Pedro Raposo resolve dar um brinde aos Escalos de Cima, que desatou o teimoso 0-0.

Apesar de ter acusado e muito o golo, especialmente na qualidade do seu futebol, a equipa do Alcains não baixou os braços e foi para cima do seu adversário.

Aos 31 minutos da segunda parte, surge o tento da igualdade. Canto para a equipa da casa e Ricardo Costa a marcar. Um lance em que os jogadores dos Escalos de Cima protestaram muito, sobre o facto a bola não ter ultrapassado a linha de golo. Certo é que o auxiliar considerou válido o golo.

Ao quinto dos sete minutos que o árbitro deu de compensação Tabarra vê o guarda redes ligeiramente adiantado e faz-lhe um chapéu. Um excelente golo do camisola 8 da equipa do Alcains.

Depois deste lance o jogo praticamente chegava ao fim com o 2-1 para o líder do campeonato, que nunca deixou de acreditar que era possível vencer o jogo, perante uma equipa dos Escalos de Cima que muito organizada sempre se bateu bem no terreno.

Quanto à equipa de arbitragem Márcio Lopes, transformou um jogo numa batalha campal, mostrou um rol de cartões e expulsou quatro jogadores. É certo que os intervenientes na partida nem sempre facilitam, mas os árbitros por vezes também não ajudam. Nota negativa.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados