RCB/TuneIn
Quinta, 17 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
O BENFICA E CASTELO BRANCO VENCEU A ATALAIA POR 4-2
Um jogo com uma primeira parte equilibrada, e com muitos golos no segundo tempo, onde a experi?ncia dos pupilos de Nuno Fonseca foi decisiva.
Por Rui Fazenda em 26 de Oct de 2008

Um jogo com uma primeira parte equilibrada, e com muitos golos no segundo tempo, onde a experiência dos pupilos de Nuno Fonseca foi decisiva. Benfica e Castelo Branco e Atalaia do Campo defrontavam-se em mais um dos muitos derby's que esta serie D da 3ª divisão vai proporcionar na nossa região.

O jogo começou muito equilibrado com ambas as equipas a terem muitas cautelas. O primeiro lance de perigo aconteceu ao minuto 23 quando na sequência de um pontapé de canto, Ricardo António levou o perigo a baliza de Hugo Pereira. Só volvidos 10 minutos, é que voltou a haver emoção no Vale do Romeiro, quando Ricardo António " cavou " uma grande penalidade a favor do Benfica e Castelo Branco, num lance disputado com Wssany. Perto do lance, o árbitro Carlos Alexandre assinalou grande penalidade que Miguel Vaz converteu no 1-0 para os homens do Benfica, resultado que se manteve até ao final do primeiro tempo.

Para a segunda metade, Nuno Fonseca deixou nos balneários Tiago Marques e lançou Chiquinho e Paulo Serra tirou do jogo Filipe Mouro e lançou Luisinho. Com estas alterações o Benfica agigantou-se e mesmo antes de ter feito o 2-0 desperdiçou quatro boas oportunidades de ampliara vantagem. Mas o 2-0 iria surgir à passagem do minuto 68, através de um livre lateral, marcado de forma superior por Miguel Vaz, que colocou a redondinha no ângulo superior direito da baliza de Hugo Pereira. Este segundo tento Albicastrense perturbou a equipa da Atalaia que viria a sofrer o 3-0 aos 74 minutos por intermédio de Anderson, que respondeu da melhor forma a solicitação de Sordo.

Mas a Atalaia não se deu por vencida e Wssany aos 78 minutos numa jogada de insistência reduziu para 3-1. Este golo podia trazer alguma emoção aos últimos minutos da partida, mas Sordo, aos 85 minutos, "encheu o pé " e fez o 4-1. Um grande golo do jovem jogador Albicastrense. Já no período de descontos Wssany, voltou a fazer o gosto ao pé, ao apontar um grande golo na transformação de um livre ainda longe da baliza de Hélder Cruz, fazendo assim o 4-2 final.

Vitória justa do Benfica e Castelo Branco, que fez valer a sua experiência. Da Atalaia fica na retina os primeiros 45 minutos onde os pupilos de Paulo Serra deixaram excelentes indicações.

Quanto a Carlos Alexandre, árbitro da partida e a sua equipa, não deixou saudades e foi claramente a mais fraca das três intervenientes. Se no capitulo técnico não houve grandes casos, já no capitulo disciplinar usou e abusou dos cartões prejudicando o desenrolar da partida.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados