RCB/TuneIn
Sexta, 22 Mar 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
N?O HAVER? DESPEDIMENTOS
C?mara do Fund?o n?o vai fazer nenhum despedimento em 2012. O an?ncio feito pelo presidente da autarquia na ?ltima reuni?o da assembleia municipal em que foram aprovados os documentos referentes ?s grandes op??es do plano para o pr?ximo ano.
Por Nuno Miguel em 27 de Dec de 2011

Em 2012 o orçamento é de 59 milhões de euros; menos 4 milhões que este ano, mas as prioridades da autarquia mereceram vários reparos da oposição. Para Luís Lourenço, da bancada da CDU, estas grandes opções do plano "não apontam nenhuma linha estratégica para que o concelho do Fundão possa sair da crise".

Já a bancada do PS votou contra estes documentos e considera que a actual maioria está em fim de ciclo. Para além de mostrar preocupação com a situação financeira da autarquia "falam-se em investimentos de milhões mas que ninguém sabe onde estão" Abel Rodrigues aludiu à possibilidade de Manuel Frexes vir, em breve, a abandonar a liderança da autarquia "parece que estas opções não são as do senhor presidente da câmara mas sim as do senhor vice presidente".

Críticas que o presidente da câmara do Fundão rejeita. Para além de garantir de que haverá despedimentos na autarquia "esse é um caminho que não vamos seguir" Manuel Frexes garante que "este orçamento é rigoroso e, apesar da conjuntura de crise, fala verdade aos cidadãos".

Em 2012 o autarca destaca o aumento da dotação prevista para a área do apoio social para fazer face às crescentes dificuldades que as famílias enfrentam e também garante que a câmara do Fundão vai prosseguir com o plano de investimentos que está previsto para todo o concelho "por isso a conclusão da rede de lares, com a construção de vários esquipamentos; a recuperação do cine teatro Gardunha e a conclusão da rede de abastecimento de água vão continuar a ser prioridades deste executivo".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados