RCB/TuneIn
Terça, 14 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PIOR PIDDAC DE SEMPRE
? eleitoralista, ignora o interior do pa?s, n?o ataca os problemas fundamentais e n?o satisfaz as necessidades da classe m?dia e das pequenas e m?dias empresas. A avalia??o da distrital do PSD, em rela??o ao or?amento de estado para o pr?ximo ano. ? excep??o do deficit, todos os outros indicadores macro-econ?micos pioraram desde 2005, afirmam os sociais-democratas.
Por Paulo Pinheiro & Nuno Miguel em 22 de Oct de 2008

Outras da categoria:

Quanto ao plano de investimentos, desenvolvimento e despesas da administração central (PIDDAC) para 2009, a distrital do partido social-democrata afirma que “reflecte o desprezo com que actual Governo olha para o interior e, em particular, para o distrito de Castelo Branco”. O PSD acusa executivo liderado por José Sócrates de pouco ou nada ter executado em 2008, e o panorama para o próximo ano é ainda mais desolador “ este é o mais baixo PIDDAC de sempre inscrito no orçamento de estado para o distrito de Castelo Branco”, relegando-o para o penúltimo lugar do ranking dos distritos. 

Para Carlos São Martinho Gomes “ este é o prémio que o distrito de Castelo Branco recebe do cabeça de lista mais votado nas eleições de 2005, o actual 1º ministro”.O presidente da comissão política distrital do partido social-democrata de Castelo Branco, defende ainda que o PIDDAC discriminado por concelhos mostra que mais de um terço do montante previsto (39.777 milhões de euros) é para pagar obras executadas como a faculdade de ciências da saúde da UBI, o centro de saúde de Oleiros e pavilhão serra da Gardunha, do Fundão. 

Ribeiro Cristóvão, deputado eleito pelo PSD no distrito de Castelo Branco na Assembleia da República, deixa criticas àquilo que denomina de propaganda do Governo, caso recente em Penamacor, “ o circo continua, tivemos um momento de folclore em Penamacor, tudo não passa de promessas, marketing, cenário e intenções”. 

Às críticas, a governadora civil de Castelo Branco pede seriedade na discussão “não depende do plano de investimentos e despesa da administração central o desenvolvimento do distrito”. Para Alzira Serrasqueiro “os grandes investimentos que estão a ser efectuados como a electrificação da linha da Beira Baixa, que toda a gente se esquece a A23 e o regadio da Cova da beira, nada têm a ver com o PIDDAC”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados