RCB/TuneIn
Terça, 19 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
G.D.VALVERDE 2 C.D.ALCAINS 1
Alcains, primeiro pelado, primeira derrota? J? se adivinhavam dificuldades para o l?der nesta desloca??o a Valverde e estas foram totalmente confirmadas quando, ainda no primeiro minuto, Fl?vio punha os donos do terreno na frente do marcador.
Por João Perquilhas em 19 de Oct de 2008

Ainda não se tinha esgotado o primeiro minuto de jogo e já os da casa se adiantavam no marcador. Constantino meteu escusadamente o braço à bola nas imediações da sua área e Miguel Duarte, chamado à conversão do pontapé livre, levou o esférico até à cabeça de Flávio, para este sem qualquer oposição, cabecear para o fundo da baliza de Daniel. Este golo deu ainda mais ânimo aos donos do terreno o que lhes terá permitido jogar no erro do adversário e em contra ataque tentar ampliar a vantagem. Os líderes apelaram então a toda a categoria que indiscutivelmente possuem e reagiram de imediato, mas só aos 30 minutos conseguiram criar um lance de golo. Aíldo, em lance individual fura a defensiva da casa, e da meia-lua rematou forte mas por cima. Era o grito de revolta dos canarinhos que conseguiriam pouco depois o golo do empate. Ricardo Costa descaído para a esquerda entrou na área do Valverde e aí chegado foi placado por Miguel Duarte. Penalty que o árbitro de imediato assinalou, para Vieira com mestria, transformar com êxito e assim anular a desvantagem.

Na segunda metade o Alcains surgiu mais pressionante e conseguiu, a espaços, remeter os donos do terreno para as imediações da sua baliza, o que se traduzia em lances de possível golo. Aos 50`o guardião João Augusto com uma defesa apertada evitou que Khoné conseguisse a reviravolta total no marcador e três minutos depois o mesmo Khoné falhou incrivelmente o golo, depois de uma jogada fantástica desenvolvida pelo capitão Vieira. Durou mais de quinze minutos a intensa pressão canarinha, mas a bem organizada defensiva da casa ia dando para as encomendas, ao mesmo tempo que os homens mais adiantados procuravam passar de novo para a frente do marcador. E foi num desses lances de contra ataque que o empate foi desfeito. Daniel Alves em lance de inspiração junto à área do Alcains decidiu-se pelo remate pleno de força e colocação e este só parou no fundo das redes do atónito Daniel. Grande golo do capitão do Valverde que premiava a boa organização geral dos donos do terreno e penalizava em demasia a ineficácia dos alcainenses. A turma de Andriaça ainda reagiu mas já mais com o coração do que com a cabeça, pelo que o chuveirinho para a área acabou por não resultar. Aos 70`, Manoel trabalhou bem na esquerda e cruzou para Tabarra amortecer e Vieira rematar ao lado, mas a sete minutos do final foi Daniel com a defesa da tarde, a evitar que Cristophe de livre directo, marcasse o terceiro tento para o Valverde. O Alcains continua líder apesar da derrota e no próximo Domingo terá um teste de fogo perante o segundo classificado Águias do Moradal.

Num jogo bem disputado com a luta pela posse de bola a ser rijamente disputada, a arbitragem de Bruno Nave poderá não ter agradado totalmente, mas não interferiu no desfecho final da partida. Nota positiva portanto…


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados