RCB/TuneIn
Sexta, 21 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
PCP SOLID√ĀRIO COM TRABALHADORES DA SCMC
A Comissão política do PCP da Covilhã vem, em comunicado, condenar a atitude do provedor da Santa Casa da Misericórdia da Covilhã por querer "impor sacrifícios aos 130 trabalhadores com um corte de 10% nos salários e corte dos subsídios de Natal e férias nos próximos 26 meses".
Por Paula Brito em 30 de Nov de 2011

Para o PCP, "é inadmissível" o corte do salários dos trabalhadores sob a ameaça de despedimento de 30 a 40 trabalhadores se não aceitarem a "doação" de parte do salário à instituição.

O PCP junta a sua voz à dos trabalhadores e entende que "devem ser equacionadas alternativas que poderão passar pela negociação para a redução do preço dos combustíveis, da energia, da água e das comunicações, bem como a renegociação das dívidas à banca".

O PCP na Assembleia da República questionou o ministério da economia, emprego e solidariedade social para saber: se o governo tem conhecimento da situação, se reconhece que pode estar em causa a prestação do actual apoio à infância e idosos do concelho da Covilhã, se tem dívidas para com a instituição e se tem prevista alguma medida.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados