RCB/TuneIn
Segunda, 23 Jul 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
USCB CRITICA PRESIDENTE DA REP√öBLICA
Hipocrisia, cinismo e segue a tradi√ß√£o farisaica: diz uma coisa e faz outra. √Č a opini√£o da uni√£o dos sindicatos de Castelo Branco acerca da promulga√ß√£o pelo Presidente da Rep√ļblica da legisla√ß√£o que introduz as portagens nas actuais Scuts¬īs, entre elas a auto estrada da Beira Interior (A23).
Por Paulo Pinheiro em 28 de Nov de 2011

Aquela estrutura sindical recorda as palavras de Cavaco Silva em Castelo Branco, no passado dia 10 de Junho, que classifica de piedosas, sobre a necessidade de um novo olhar para a interioridade, nomeadamente para a importância de serem tomadas medidas para desenvolver o interior ,em particular, o mundo rural e agora, refere a USCB, "torna-se cúmplice  de um crime hediondo para o interior do país, contra as empresas e o emprego e contra os trabalhadores".

Para a união dos sindicatos, com a aprovação das portagens “Cavaco Silva dá a sua mão ao PSD e CDS-PP para aplicarem o golpe final ao interior do país e todos juntos assumem-se como os coveiros da nossa região”. “Depois de Salazar e Caetano, Cavaco Silva foi o pior que aconteceu a Portugal”, sublinha a USCB, que sustenta que as portagens são inaceitáveis.

A união afirma ainda que “todas as formas de luta são legítimas porque se está a agir em legítima defesa”, referindo que com acções próprias ou integrados noutras actividades a USCB estará na linha da frente da luta porque está convicta que “é mais fácil tirar as portagens que colocá-las, seja qual for o Governo”.

Em comunicado, a comissão executiva da união dos sindicatos apelas à população, aos trabalhadores, associações empresariais e às comissões de utentes, incluindo a dos “Empresários pela Subsistência do Interior” para a realização de uma acção contra mais abrangente e mais convergente na participação.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados