RCB/TuneIn
Segunda, 16 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
TRABALHADORES "V?O RESISTIR"
Funcion?rios da santa casa da miseric?rdia da Covilh? n?o aceitam a proposta de cortes salariais e aboli??o dos subs?dios de f?rias e de natal, proposta pela mesa administrativa, tendo em vista ultrapassar a dif?cil situa??o econ?mica que a institui??o est? a viver.
Por Nuno Miguel em 23 de Nov de 2011

Outras da categoria:

Perto de 70 trabalhadores estiveram reunidos ontem à tarde com o sindicato da função pública onde decidiram manifestar a sua oposição a esta proposta e vão agora solicitar à mesa administrativa a adopção doutro tipo de medidas. Carlos Bicho, dirigente do sindicato dos trabalhadores da função pública refere que "os trabalhadores não aceitam esta situação uma vez que o último aumento salarial foi em 2010 e não tem disponibilidade para entrar numa aventura destas e por isso decidiram que vão resistir a estas medidas que a mesa quer implementar".

A posição dos trabalhadores vai em breve ser apresentada à Santa Casa e Carlos Bicho espera que a mesa seja sensível aos argumentos apresentados "há muitas outras formas de procurar reduzir a despesa; podem-se pedir apoios à câmara da Covilhã na redução dos tarifários da água, a mesma coisa em relação à EDP com a factura da luz; pode procurar-se estabelecer novos acordos com a segurança social, há toda uma série de caminhos que se podem seguir em detrimento desta proposta".

Carlos Bicho acrescenta que "o senhor provedor sabe que reduzir salários é ilegal e caso avance com um processo de despedimento colectivo, como deixou implicito, vai ter que pagar as respectivas indeminizações e se não tem dinheiro para os saários e subsídios será que o tem se seguir esse caminho?" interroga.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados