RCB/TuneIn
Quarta, 11 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SCC: VENCE E J?...CONVENCE NA LIGA ORANGINA
Em jogo antecipado da 7? ronda, o Sporting da Covilh? recebeu e bateu o Portimonense por 2-0, dando um salto classificativo, embora ? condi??o, do 13? para o 3? lugar na tabela. Em dia de festa na Covilh? - a comemorar os 141 anos de eleva??o a cidade- os serranos entraram na partida como verdadeiros "le?es da serra", e ganharam justamente um encontro que se antevia complicado.
Por Miguel Malaca em 21 de Oct de 2011

Os comandados de Manuel Tulipa começaram o jogo muito fortes, tendo feito uns 25 minutos iniciais absolutamente avassaladores, os melhores da época até ao momento, com um futebol dinãmico, jogadas ao primeiro toque e pelos flancos, que confundiu por completo os visitantes.

Nesse período, Milton(remate por cima da barra), Gabi e Dani Matos colocaram à prova o guardião Goda. E não demorou mais do que 7 minutos para Dani Matos, após jogada de contra-ataque, e um cruzamento de Zezinho, o médio rematou de primeira, o guarda-redes defendeu para a frente e na recarga surgiu o golo.

Os serranos a ganhar por 1-0, não tiraram o pé do acelerador, continuaram a praticar um futebol de qualidade, pressionaram muito no meio-campo adversário, encostando às cordas a equipa algarvia, apesar da equipa de João Bastos ter tido também 3 belíssimas situações de poder marcar.

Simi, por duas vezes, e Eliézio, no melhor período do Portimonense, não conseguiram o golo - extraordinárias defesas de Nuno Santos- que mesmo não tendo tido muito trabalho, quando foi chamado correspondeu em grande.

O Sporting da Covilhã, após esse período do jogo em que foi inferior, conseguiu numa rápida transicção, o 2-0.

O lance desenrolou-se pelo lado direito do ataque covilhanense, Zezinho ganhou um canto.

Desse lance apontado por Joel, o central Gégé, mais alto que a concorrência, de cabeça fez, aos 41 minutos, o dois a zero.

O defesa serrano redimiu-se, e de que maneira, do erro infantil que tinha tido aos 5 minutos, quando entregou a bola a Simi, e que este isolado, não teve no entanto inteligência para conseguir superar o guardião serrano.

A equipa portimonense regressou do balneário disposta a inverter a história do desafio, mas sem grande sucesso.

Teve mais posse de bola, jogou mais vezes no meio-campo do SCC, o ataque teve 3 lances de algum perigo na grande área de Nuno Santos, mas o esférico foi sempre cabeçeado por cima da barra.

O laterna vermelha do campeonato, demonstrou muita ansiedade, muito coração, pouca cabeça, e onde a arte e engenho para mostrar futebol de qualidade, praticamente também não existiu.

O Sp. Covilhã, a meio da segunda parte, equilibrou a partida, e mesmo sem criar muito perigo, longe disso, teve mesmo assim, a melhor oportunidade de golo do 2º tempo.

Minuto 84, contra-ataque serrano, pela direita, Zezinho, Domionic, Fofana, culminando num passe magnífico do costa-marfinense para Milton, que isolado na área, rematou às malhas laterais, quando tinha o chinês Wang Gang em excelente posição de aumentar o marcador. 

No compto geral, bom jogo da turma de Tulipa, ganhou bem e com justiça, perante um adversário valoroso e com qualidade, mas que não conseguiu, muito por culpa dos serranos, marcar golos, nem mostrar melhor futebol.

Excelente arbitragem do setubalense Bruno Paixão.

O Sporting da Covilhã, depois do jogo de ontem, já treinou esta manhã, e ao princípio da tarde o plantel entrou de folga até à próxima segunda-feira à tarde.

Dia em que Manuel Tulipa começa a preparar a deslocação à Amadora, onde no dia 30 de Outubro, vai defrontar, às 11h15, o Atlético Clube de Portugal, a contar para a 8ª jornada da Liga Orangina.

O jogo terá relato na RCB.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados