RCB/TuneIn
Terça, 17 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SP. COVILH? ENTRA COM O P? DIREITO
Entrar com o P? Direito Perante um Rio Maior que se apresentou no complexo desportivo da Covilh?, com uma postura muito defensiva, valeu aos Serranos uma bomba de S?rgio Rebord?o aos 17?, para inaugurar o marcador e trazer alguma tranquilidade a forma??o de V?tor Cunha.
Por José Joaquim Ribeiro em 26 de Aug de 2007
Sp. Covilhã entra com o Pé Direito

Arbitro: João Roque ( Portalegre );Luís Carrilho e Carlos Alexandre. Sporting da Covilhã: Igor Araújo; Márcio ( Paulo Vaz 61’);Anky;Pombo;Bruno Nogueira( Cordeiro 65’);Sérgio Rebordão;Edgar;Gomes;(Paulo Campos 68’);André; Dani;Vladimir.

Disciplina: Cartão Amarelo: Gomes 41’;Paulo Campos 78’ Treinador: Vítor Cunha

União Desportiva Rio Maior: Ricardo; Fábio; André (Miguel Belo 80’); Costinha; Marcos; Tiago Rodrigues; Aires; Militão; Tota (Ricardo Jorge 70’); Cortez; Mileu.

Disciplina:Cartão Amarelo:Marco 92’ e Marcos 92’.

Treinador:Jorge Matos

O Sporting da Covilhã entrou a todo o gás, nesta partida que marca o inicio da época 2007/2008. Logo no primeiro minuto Bruno Nogueira cruzou na esquerda e valeu o desvio de Militão para Canto, pois já estava um homem do Covilhã pronto para inaugurar o marcador. Na sequência do canto Sérgio Rebordão de cabeça para a Baliza do rio Maior, e mais uma vez valeu aos Ribatejanos Militão que em cima da linha de Baliza evitou ao primeiro golo dos serranos. Com uma entrada a todo o gás o Sporting da Covilhã, remeteu o Rio Maior para a sua defensiva. Perante o aglomerado de defensores do rio Maior o Sporting tinha dificuldades em criar perigo para as redes de Ricardo. Até que ao minuto 17, Sérgio Rebordão desferiu um remate potente e colocado a uns bons 30 metros da baliza de Ricardo, abrindo assim o activo para a sua equipa. Era um resultado que o Sporting já justificava, pelo ascendente que tinha na partida.

Pensava-se que com o golo ao Rio Maior poderia aventurar-se um pouco mais no ataque, mas foi puro engano, pois os comandados de Jorge Matos, mantiveram a sus postura defensiva. Na primeira parte apenas registo para uma jogada de perigo do ataque do Rio Maior quando aos 35 minutos Marcos descaído para a esquerda entrou na área do Sporting e rematou cruzado, com a bola a passar junto ao poste da Baliza de Igor Araújo.

Para a segunda parte a partida foi mais equilibrada, mas com o Rio Maior sempre com muitos cuidados defensivos. Nos últimos 5 minutos da partida o técnico Ribatejano tentou empatar o desafio fazendo a sua equipa subir mais no terreno. Pela primeira vez na partida o Sporting da Covilhã tinha espaço no ataque e aproveitou esse facto quando ao minuto 88, num lance que nasce em Igor Araújo, que pontapeou  a bola. Paulo Vaz ganhou nas alturas e de Cabeça colocou a bola em Paulo Campos que surgiu solto na direita do ataque do Sporting, entrou na área e endossou a bola a André que junto a marca de Grande Penalidade não teve dificuldade em Fazer o 2-0.

Um resultado Justo, para um Covilhã, que se revelou uma equipa madura, e que soube ter a paciência necessária para vencer um adversário que se apresentou com uma postura muito defensiva. Bom trabalho de João Roque e seus pares.

Rui Fazenda

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados