RCB/TuneIn
Sexta, 23 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUND?O PERDE EM CASA COM OLEIROS
Fund?o e Oleiros encontraram-se na segunda jornada do Distrital 2008/2009, e procuravam nesta partida amealhar a primeira Vit?ria no Torneio.
Por Rui Fazenda em 28 de Sep de 2008

A sorte sorriu aos homens do Pinhal, que assim compensaram a derrota caseira que sofreram no último domingo. A partida começou a um ritmo muito baixo, com Fundão e Oleiros a não conseguirem jogar como equipa, valendo-se apenas da inspiração de alguns jogadores que em iniciativas individuais, lá conseguiam trazer um pouco de emoção ao jogo.

A primeira ocasião de perigo surgiu apenas ao minuto 31, quando Rui Paulo conseguiu desarmar Castanheira e já dentro da grande área rematou forte, levando a bola a bater na parte superior da barra da baliza de João Luís. Respondeu o Oleiros ao minuto 36, primeiro por Fiel que surgiu solto na esquerda do seu ataque, e desferiu um forte remate a que Tiago correspondeu com uma defesa de recurso, permitindo ainda a recarga a Norberto, mas o remate saiu fraco e enrolado, permitindo uma defesa fácil ao guardião Fundanense.

O intervalo surgia com o nulo inicial a manter-se, e outro resultado não seria de esperar tal foi a inoperância ofensiva de ambos os conjuntos.

João Laia que já tinha feito uma substituição ao minuto 31, retirando do jogo Pedro Martins e lançando João Tapadas, voltou a mexer no “onze” deixando ao intervalo José Carlos no balneário entrando para o seu lugar Óscar Menino. Mas para o segundo tempo, o Oleiros surgiu mais solto, ocupando melhor os espaços e começou a chegar com mais frequência junto da baliza do Fundão. Ao minuto 58 Fiel apontou um livre ainda muito longe da área Fundanense, mas saiu um “Centro-Remate” que obrigou Tiago Ramos a uma defesa difícil para canto. Pouco depois foi Norberto a encher o pé ainda longe da zona de perigo, o remate saiu muito forte mas ligeiramente ao lado da baliza. O Fundão reagiu e ao minuto 63 aconteceu o caso do jogo, quando João Lisboa se esgueirava na área foi agarrado por Castanheira. O puxão do defesa do Oleiros impediu o jovem lateral do Fundão de chegar à bola, pelo que deveria ter sido marcada a respectiva falta, que sendo dentro da grande área seria Grande Penalidade. Gonçalo Carreira, pareceu-me ter ficado com duvidas, e como o seu auxiliar não lhe deu qualquer indicação, optou por não marcar o penalty…

O jogo continuava sem grande emoção até que ao minuto 71, Norberto solicitou Tomás que surgiu solto na direita, e à saída de Tiago Ramos “picou” a bola fazendo um golo de belo efeito. A ganhar por 0-1, o Oleiros galvanizou-se e aos 77 minutos Tomás de cabeça enviou a bola ao poste de Tiago. Até ao final o Fundão tentou o empate, fazendo muita pressão, mas sem grande consistência. Vitoria justa do Oleiros que soube ser paciente, e aproveitou uma das poucas oportunidades de golo que a partida teve.

Gonçalo Carreira, efectuou uma exibição segura, mas fica a mancha da Grande Penalidade não assinalada a favor do Fundão.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados