RCB/TuneIn
Sexta, 24 Mai 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
PEDR?G?O S.PEDRO 2 A.D.FUND?O 2
Divis?o de pontos aceita-se Para in?cio de campeonato, assistimos a um bom espect?culo de futebol. ? verdade que sem grandes primores t?cnicos, mas a forma como ambos os conjuntos procuraram a vit?ria, tornou o jogo muito disputado e com incerteza no resultado, at? ao final.
Por Jo√£o Perquilhas em 21 de Sep de 2008

A equipa forasteira entrou melhor na partida e ganhou algum ascendente. Aos treze minutos Ricardo Fonseca deixava o aviso cabeceando junto ao poste direito da baliza de Ruben, e 4 minutos depois Óscar Menino dava vantagem ao Fundão, executando de forma superior um livre directo que Ruben não conseguiu suster, embora ainda tenha tocado no esférico. Reagiu de imediato a turma de Pedrógão que teve oportunidade de igualar aos 24 minutos, contudo, o livre apontado por Mário Pina, que levou a bola a percorrer toda a área fundanense, não foi aproveitado pelos seus companheiros. A disputa pela posse de bola a meio campo era intensa, com os lances laterais a serem bastante procurados e numa dessas jogadas, aos 31`, Nuno Batista teve soberana oportunidade para elevar a contagem, mas o seu remate acabou por sair demasiado alto, depois de boa jogada de entendimento pelo lado esquerdo do seu ataque.

Não se atemorizou a turma de Alexandre Gaspar e em jogo de parada e resposta, chegou à igualdade. Navarro, com tempo e espaço, obteve o golo que deixava tudo na mesma, depois de jogada de insistência dos seus colegas que a defensiva dos fundanenses não conseguiu sacudir. E não se ficaria por aqui a reacção caseira! A um minuto do intervalo, a reviravolta total confirmou-se quando Mário Pina, de canto directo, punha a sua equipa pela primeira vez na frente do marcador. Este lance, muito contestado pela turma de João Laia por eventual carga sobre o guardião Tiago Ramos, foi considerado válido pelo árbitro e o intervalo chegava pouco depois.

O reinício da partida foi bastante movimentado, com o Fundão à procura da igualdade e o Pedrógão à espreita do contra-ataque, que contudo não surgia nesta fase inicial da segunda parte. Aos 50 minutos Luciano de livre directo obrigou Ruben a defesa difícil e seis minutos depois Pedro Martins, que rendera o lesionado Óscar Menino, beneficiou da desconcentração da defesa pedroguense e devolveu o empate à partida. Ainda faltava muito tempo para o final da partida, mas os lances de perigo junto das áreas foi decrescendo de qualidade e intensidade e o resultado não se alteraria, pese embora as tentativas quer de uns, quer de outros.

A arbitragem de João Brás, num jogo muito disputado, teve alguns erros de somenos importância. No lance do segundo golo dos da casa, que foi muito contestado pela equipa do Fundão, damos-lhe o beneficio da dúvida, visto que estava muitíssimo bem colocado para avaliar o lance e foi peremptório na validação do tento.

João Perquilhas


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados